Diário Carioca Google News

Nesta sexta-feira, dia 22 de janeiro, tem início a 24a edição da Mostra de Cinema de Tiradentes. O evento que abre o calendário audiovisual brasileiro será realizado pela primeira vez em ambiente virtual, pelo site www.mostratiradentes.com.br, em função da pandemia de Covid-19.

Para que todos possam vivenciar a Mostra, a vasta e diversificada programação gratuita da Mostra conta com uma seleção de curtas e longas-metragens com recursos de acessibilidade. Ao todo, são 12 filmes com versões acessíveis.

Durante o evento, é possível acessar uma versão do longa-metragem “A mesma parte de um homem”, de Ana Johann, com legendas descritivas em português e também uma opção com audiodescrição e libras. O filme integra a Mostra Aurora, terá sua estreia no dia 27 de janeiro, às 20 horas, e ficará disponível por 48 horas.

O curta-metragem “Abjetas 288”, de Júlia da Costa e Renata Mourão, conta com uma versão com legendas descritivas em português. O filme integra a seleção da Mostra Foco e poderá ser visto a partir de 27 de janeiro, às 22 horas, ficando disponível por 48 horas.

Ratoeira”, curta-metragem de Carlos Adelino, conta com uma versão com legendas descritivas em português. O filme “Eu te amo, Bressan”, de Gabriel Borges estará disponível com uma versão com libras e audiodescrição. As produções, selecionadas para a Mostra Foco, têm estreia marcada para 26 de janeiro, às 22 horas, e poderão ser conferidas por 48 horas.

Os demais filmes com acessibilidade da 24a Mostra Tiradentes poderão ser conferidos de 23 a 30 de janeiro. O documentário “Adelaide, aqui não há segunda vez para o erro”, da diretora Anna Zêpa, faz parte da Mostra Panorama e está disponível com uma versão com libras. O curta “Ela que mora no andar de cima”, de Amarildo Martins, integra a Mostra Praça e conta com uma versão com audiodescrição e legendas descritivas. “Fora de Época”, curta dirigido por de Drica Czech e Laís Catalano Aranha, será exibido na Mostra Panorama e possui versão com legendas descritivas em português.

O curta “Letícia, Monte Bonito, 04”, de Júlia Regis, integra a Mostra Jovem e conta com legendas descritivas em português e também uma opção com audiodescrição e libras. “Magnética”, curta de Marco Arruda, será exibido na Mostra Praça e estará disponível com versão com legendas descritivas em português. A animação “Mitos indígenas em travessia”, dirigido por Júlia Vellutni & Wesley Rodrigues, selecionado para a Mostrinha, conta versão com audiodescrição. E o longa-metragem “Sementes: Mulheres Pretas no Poder”, de Éthel Oliveira, Júlia Mariano, poderá ser conferido com uma versão com legendas descritivas em português.

Para acompanhar os filmes da programação da 24a Mostra de Cinema de Tiradentes com recursos de acessibilidade, basta acessar no site oficial do evento com o link https://mostratiradentes.com.br/filmes-com-acessibilidade/.

SOBRE A 24MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES

PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO

Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias mundiais e nacionais – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne as manifestações da arte numa programação cultural abrangente, oferecida gratuitamente ao público, que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros, promove homenagem, oficinas, debates, mostrinha de cinema, exposições, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e atrações artísticas.

TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Deixe um comentário

Deixe uma resposta