16 C
Rio de Janeiro
- Publicidade -
- Publicidade -

Alerj: Comissão do Cumpra-se debate câmeras em uniformes de policiais

- Publicidade - Diário Carioca Google News

A implantação de câmeras de monitoramento nos uniformes de policiais foi tema da audiência pública realizada pela Comissão Pelo Cumprimento das Leis (Cumpra-se!), da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta sexta-feira (07/05). A medida é proposta pelo Projeto de Lei 265/2015, de autoria do presidente da Comissão, deputado Carlos Minc (PSB).

O projeto pretende modificar a Lei 5.588/09, que já estabelece a instalação de câmeras nas viaturas policiais. De acordo com o Ministério Público do Estado (MPRJ), em 2019 foi verificado que, apesar de a norma vigorar desde 2009, apenas 10% das viaturas policiais do estado tinham câmeras instaladas.

A votação do projeto está prevista para a próxima quarta-feira (07/05). Minc afirmou que conversou com o governador Cláudio Castro, que antecipou a intenção de sancionar o projeto, caso seja aprovado. A proposta recebeu 20 emendas, que serão avaliadas e poderão agregar contribuições.

A vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ, Nadine Borges, sugeriu que a Casa evite uma proposta que apenas autorize o Executivo a implementar a medida: “O poder público já está autorizado a filmar a ação de agentes de segurança há muito tempo”, destacou.

No dia 22/03 deste ano, foi publicado pelo governador Cláudio Castro, no Diário Oficial do Estado, o decreto 4.532, que determinou que órgãos de segurança e de fiscalização do estado adotem medidas para a instalação de câmeras nos uniformes de servidores civis e militares. O decreto determinou ainda o armazenamento de imagens de “ocorrências de interesse” pelo período mínimo de um ano, e que a Secretaria de Estado da Casa Civil padronizasse a solução tecnológica e realizasse o procedimento licitatório, formando a ata de registro de preços para a contratação por outros órgãos.

O Diretor da Divisão de Administração Financeira da Subsecretaria Militar da Casa Civil, capitão Agdan Fernandes, informou que já foram solicitadas 21.571 câmeras, sendo 20.765 para a Polícia Militar; e o restante para diversos órgãos de segurança e fiscalização do estado. Em relação ao tempo de armazenamento das imagens, ele considerou factível o tempo de 60 dias para todo o material gravado e um ano para ocorrências de interesse, além da disponibilização de imagens no momento da realização de registros de ocorrência pela Polícia Civil.

Para a deputada Martha Rocha (PDT), a audiência representou uma evolução na luta pelos registros das ações policiais: “Nós avançamos muito. Estamos discutindo um projeto de 2015, motivado pelo não cumprimento de uma lei de 2009. Recentemente o governador fez um decreto obrigando as câmeras nos uniformes. Chegamos ao patamar de cima”, destacou.

MG: Iepha divulga pontuação provisória do ICMS Patrimônio Cultural

A tabela de pontuação provisória do programa ICMS Patrimônio Cultural, do exercício 2020, já está disponível...

Ministro da Saúde anuncia que 1,5 milhão de doses da Janssen chegam amanhã (22) no Brasil

Durante a audiência pública da Comissão Temporária da Covid - 19, no Senado, nesta segunda-feira (19,...

Horóscopo de terça-feira 22 de junho de 2021

Confira a previsão do horóscopo do dia 22 de junho de 2021 e fique por dentro de tudo o que o seu signo lhe reserva para o amor, dinheiro e saúde.

Meirelles e Caio Afiune trollam ex-BBBs e Viih Tube desmascara brincadeira: “É lisa demais”

Caio Afiune participa do ‘Foi Mau’ desta segunda-feira (21) e tira onda ao lado do apresentador Maurício Meirelles. O goiano conta que Juliette ainda...

The Strokes compartilham trecho da nova música 'Starting Again' no anúncio de Maya Wiley

The Strokes apresentou uma prévia de uma nova música chamada 'Starting Again' em um comercial para a candidata a prefeito de...