20.2 C
Rio de Janeiro
- Publicidade -
- Publicidade -

“+amor” é estrelada pelo já falecido psiquiatra Flávio Gikovate, pioneiro no Brasil em publicações sobre amor e sexualidade

- Publicidade - Diário Carioca Google News

“+amor” é uma série documental que busca descobrir, ao longo de oito episódios, respostas para as questões do amor nos dias de hoje, como a tensão entre amor e individualidade, a dinâmica entre amor e sexo, a atração entre opostos, ciúme, e até mesmo o medo do amor. Uma reflexão particularmente oportuna num momento de pandemia que colocou relacionamentos em xeque e continua a abalar a saúde emocional das pessoas.

A série, aliás, é estrelada pelo já falecido psiquiatra Flávio Gikovate, que foi pioneiro no Brasil em publicações sobre amor e sexualidade. A partir de 12 de junho (Dia dos Namorados), a série fará sua estreia no YouTube.

Flávio Gikovate defende, na série, a ideia de que os anseios por liberdade e individualidade estariam se mostrando cada vez mais incompatíveis com o amor tradicional, de fusão. Haja visto o número alto e crescente de divórcios. O “+amor”, que dá título à série, seria uma nova forma de amar, pautada por afinidades, e não necessidades, e que se dá entre pessoas inteiras, e não metades em busca de complemento. “É mais do que o amor”, explica Gikovate ao entrevistador da série, o jornalista Lauro Henriques Jr. Os episódios de +amor também trazem depoimentos de pessoas solteiras e casadas, de diferentes idades, cores e preferências sexuais, compondo um rico mural representativo da diversidade da sociedade atual.