22.6 C
Rio de Janeiro
22 outubro, 2021

Artigo | Crianças e adolescentes não vacinados podem se tornar o nicho de novas variantes

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Os adolescentes possuem riscos semelhantes de adoecimento e óbito pela covid-19 quando comparados aos jovens adultos. Estudo de pesquisadores da UFMG, demonstrou que o número de óbitos em menores de 18 anos no Brasil foi sete vezes maior do que em outros países, como o Reino Unido. 

Existem evidências de que as vacinas previnem a transmissão do SARS-CoV-2 (vírus que causa a covid-19). Um estudo feito no Reino Unido mostrou que adultos que se infectaram três semanas ou mais após receber a primeira dose da vacina da Pfizer-BioNTech ou da AstraZeneca, eram 38 a 49% menos prováveis de transmitir o vírus para aqueles que moravam na própria casa e não estavam vacinados.

:: Brasil passa dos 21 milhões de casos acumulados de covid-19 desde o início da pandemia ::

Vacinar adolescentes, portanto, representaria uma provável diminuição na transmissão do vírus nos ambientes que eles frequentam, como suas casas, escolas e comunidade. A vacinação desse grupo também possibilitaria redução nos riscos de surtos e a necessidade de isolamento de contatos no ambiente escolar. 

- Advertisement -

Vacinar adolescentes protege toda a população

Uma carta publicada por famílias e cientistas britânicos, observando o que está acontecendo nas escolas, recomendou fortemente que se ofereça vacinas a todas as crianças acima de 12 anos, com distribuição nas escolas para maximizar o acesso e a adesão. 

:: Falta de vacinas e caos político: semana colocou Brasil em posição arriscada frente à pandemia ::

É preocupante a divulgação da aplicação da terceira dose em idosos sem nenhuma notícia da vacinação de adolescentes sem comorbidades em BH. É uma decisão que contraria o que temos observado no mundo e em outras capitais brasileiras, não sustentada pela literatura, nem pela Organização Mundial de Saúde (OMS).




Adolescentes possuem riscos semelhantes de adoecimento e óbito pela covid-19 quando comparados aos jovens adultos / Rodrigo Buendia / AFP

:: Receba notícias de Minas Gerais no seu Whatsapp. Clique aqui ::

A argumentação de aumento da proporção de mortes em idosos parece um problema de interpretação estatística. Como explica o pesquisador Mauricio Nogueira, livre docente e virologista da USP, esse efeito é esperado à medida que se amplia a cobertura vacinal da população adulta. Com a população totalmente vacinada, retorna-se à distribuição proporcional dos óbitos observada no início, sabidamente maior em idosos. Se não houve aumento do número absoluto de mortes, isso não significa necessariamente falha da vacina. 

Recomendar a terceira dose significa uma mudança significativa no planejamento da vacinação, uma mudança de regime de doses. E provavelmente resultará em ampliar a recomendação para profissionais de saúde, educação, etc.., podendo resultar em adiamento indefinido da vacinação de crianças e adolescentes.

:: Com nova onda e variante da covid, países ricos perguntam: quem precisa da 3ª dose da vacina? ::

Saúde dos adolescentes após mais de um ano de escolas fechadas

Como pediatras, trabalhamos durante toda a pandemia atendendo crianças e adolescentes. Infelizmente, temos diagnosticado diversos adolescentes com grave comprometimento da saúde mental. Sentimento de insegurança, incerteza frente ao futuro, com o agravamento da crise econômica e política, associados ao isolamento social e ao adoecimento e óbito de amigos e familiares os tem levado a transtornos de depressão e ansiedades severos. 

Vacinar os adolescentes, em conjunto com a aplicação das medidas sanitárias, permitiria uma volta às aulas com maior segurança e um encontro com os pares, reduzindo sentimentos de ansiedade, insegurança e tristeza.  

:: Pandemia agrava casos de saúde mental e jovens sofrem mais os impactos ::

Crianças e adolescentes não vacinados podem se tornar o nicho de novas variantes e poderão surgir inclusive variantes mais adaptadas e nocivas a eles. Achamos temeroso esperar a situação se agravar para protegê-los.

Por fim, na Nota Técnica do Ministério da Saúde, de 2 de setembro, é explicita a recomendação de vacinar a população de 12 a 17 anos. Não encontramos referências científicas para iniciar a terceira dose, antes de terminar a primeira dose de toda a população brasileira.

 A Nota Técnica ainda diz que “há a necessidade de vacinação de 85% ou mais da população para redução considerável da doença, a depender da efetividade da vacina, em prevenir a transmissão”. Isso certamente inclui a população de 12 a 17 anos. 

Relata ainda que 50% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por covid-19 e 70% dos óbitos por covid-19 na população de 15 a 19 anos possuem ao menos um fator de risco. Olhando pelo lado inverso: metade da SRAG e 30% dos óbitos ocorreram em adolescentes sem comorbidades.

Por todos estes motivos defendemos que a vacinação dos adolescentes com e sem comorbidades, deve ser uma prioridade, enquanto política de saúde coletiva!

*Cristina Gonçalves Alvim é professora do Departamento de Pediatria da UFMG.

**Aline Almeida Bentes, médica da Rede de Médicas e Médicos Populares, Profa Departamento de Pediatria da UFMG.

***Este é um artigo de opinião. A visão do autor não necessariamente expressa a linha editorial do jornal Brasil de Fato.

Fonte: BdF Minas Gerais

Edição: Elis Almeida


Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Brasil de Fatohttps://www.brasildefato.com.br/
Agência Brasil de Fato traz notícias do Brasil e do mundo, a partir de uma visão popular. Notícias, entrevistas e artigos de opinião

Rússia tem novo recorde de casos e mortes por covid-19 em um mesmo dia

Moscou, 22 out (EFE).- A Rússia registrou nesta sexta-feira mais 37.141 casos de infecção pelo novo coronavírus e 1.064 mortes por covid-19, o que...

Elizabeth II está descansando e realiza “breves tarefas”, diz imprensa

Londres, 22 out (EFE).- A rainha Elizabeth II, de 95, está descansando e consegue realizar "breves tarefas", após ter recebido alta de um hospital...

Espanha vai extraditar ex-general chavista Hugo Carvajal aos EUA amanhã

Madri, 22 out (EFE).- A Espanha vai extraditar amanhã o ex-general venezuelano Hugo Armando Carvajal aos Estados Unidos, que o acusam de tráfico de...

Richarlison volta a treinar e pode atuar neste fim de semana pelo Everton

Londres, 22 out (EFE).- O atacante brasileiro Richarlison, do Everton, voltou nesta sexta-feira aos treinos após um mês afastado das atividades e pode se...

Las vacunas no son una terapia genética con efectos adversos desconocidos

Madrid, 22 oct (EFE).- Las vacunas de la covid-19 no son ninguna terapia genética experimental ni su administración conlleva efectos adversos desconocidos, como afirman...
- Publicidade -

“DC’s Legends of Tomorrow”: Sétima temporada estreia na Warner Channel

A Warner Channel apresenta a estreia da sétima temporada de DC’s Legends of Tomorrow no domingo, 31 de outubro, às 22h50.
- Publicidade -
Porno Gratuit Porno Français Adulte XXX Brazzers Porn College Girls Film érotique Hard Porn Inceste Famille Porno Japonais Asiatique Jeunes Filles Porno Latin Brown Femmes Porn Mobile Porn Russe Porn Stars Porno Arabe Turc Porno caché Porno de qualité HD Porno Gratuit Porno Mature de Milf Porno Noir Regarder Porn Relations Lesbiennes Secrétaire de Bureau Porn Sexe en Groupe Sexe Gay Sexe Oral Vidéo Amateur Vidéo Anal