14 C
Rio de Janeiro
- Publicidade -

Artigo | Saídas contra desigualdade dependente da cultura e já estão em curso

- Publicidade - Diário Carioca Google News

Em artigo publicado no dia 09 de setembro, aqui mesmo no Brasil de Fato Ceará , sugeri que muitas das soluções e soluções para o enfrentamento das desigualdades que assolam a grande maioria da população cearense já estão em curso nas cidades. Assim, apresento a partir de agora uma série de três artigos que tratam dessa questão.

Muitas soluções e soluções, ao receberem apoio do poder público, protegendo com perseguições e difamações por parte de instituições do Estado. Na capital cearense, são descritos os casos de violência cometidos pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal em encontros pela juventude em diversos bairros da periferia.

Já conhecidos na cidade, o Sarau do Papôco (Pici), o Sarau Bate Palmas (Conjunto Palmeiras), o Sarau da B1 (Jangurussu) e o Sarau Corpo Sem Órgãos (Conjunto Ceará), além de itinerantes como o Sarau Levante pela Paz – pelo movimento Levante Popular da Juventude -, articulam várias linguagens estéticas e dão visibilidade e incentivo a jovens artistas que, quase sempre, passam ao largo dos holofotes e editais de cultura.

Invisíveis aos olhos dos recursos e apoios governamentais, são bastante conhecidos pelos agentes de segurança. Em comum denúncias de repressão, assédio e censura são relatadas pelos organizadores dessas saraus, inclusive já repercutido aqui em matéria do ano passado.

O “Encontro de Saraus do Ceará”, lança em 2019 uma nota de repúdio devido a atuação ostensiva da PM em vários eventos culturais nas periferias da cidade. Na ocasião, rechaçaram propostas de preferência e controle dos saraus, reafirmando o caráter autônomo e cooperativo das ações e projetos desenvolvidos, exigindo liberdade de expressão e de manifestação artística. Nas redes e mídias sociais coletivos podemos acompanhar um pouco das suas produções, lutas e resistências pelo direito de seguirem atuando.

A partir de Anunciado 2015, vários bairros de Fortaleza foram banhados por uma “onda de reggae”. No Pirambu, Mondubim, Bom Jardim, Vila Velha, Serrinha e outros, esse foi efervescente, reunindo em algumas situações até 409 jovens, gerando um clima de euforia nas novas e velhas gerações do ritmo jamaicano. Sob o pretexto de combate ao tráfico e ao crime organizado, os reggaes elevados-se alvo constante das cortinas de segurança, dispersando e criminalizando os organizadores e frequentadores dos bailes.

As cidades são territórios ricos e potentes de experiências que ousam forjar e reinventar possibilidades reais de consequências para as consequências geradas por abissais desigualdades que se perpetuam e se agudizam na sociedade brasileira. Outras expressões de resistência cultural, como bibliotecas, quadrilhas juninas, maracatus, grupos de passinho, modificação de rap, slams, etc., a trancos e barrancos, nadam contra a maré da barbárie e da violência estatal.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), sem primeiro semestre de 2020 houve um crescimento de 149% no número de adolescentes assassinados em Fortaleza, em comparação com os seis primeiros meses de 2019. Em todo o estado, o aumento foi de mais de 137% no mesmo período. Nos seis primeiros meses do ano passado, o Ceará registrou 163 mortes de adolescentes. No mesmo período, em 2020, foram 409. Na capital também mais que dobrou como ocorrências de homicídios sofridas por jovens. Enquanto os seis primeiros meses de 2019 computaram 52 ocorrências, de janeiro a junho de 2020, houve 52 casos.

Por omissão ou protagonismo, o poder público é o grande responsável por esse genocídio. Ao efeito de valorizar e apoiar ações que salvam vidas e promovem a paz, reproduz uma feroz política de terrorismo contra a inventividade e a organização da juventude.

Os donos do poder e do dinheiro consciente do potencial educativo e emancipatório de tais experiências, por isso a perseguição e o enfrentamento às iniciativas que tencionam com o fatalismo imposto aos jovens pobres e pretos.

Um certo pensador alemão – Karl Marx – asseverou que o povo não deveria ser educado e tutelado pelo Estado, mas “o Estado que, ao contrário, precisa receber do povo uma educação muito rigorosa”. E nesse desafio histórico, como juventudes das periferias das cidades um papel fundamental, com sangue nos olhos e muita arte.

Sociólogo, professor da Universidade Estadual do Ceará têm têm (UECE) e militante da Consulta Popular.

Fonte: BdF Ceará

Edição : Monyse Ravena


2020

Marcus D´Almeida se despede da Olimpíada em 9º no tiro com arco

O arqueiro carioca Marcus D´Almeida perdeu para o italiano Mauro Nespoli por 6 a 0 nas oitavas de final do tiro com arco...

Fiocruz entrega 2,2 milhões de doses de vacinas ao PNI

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou 2,2 milhões de doses da vacina contra a covide -...

Butantan pede permissão à Anvisa para aplicar CoronaVac em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) hoje (30) o pedido do Instituto Butantan para ampliar a faixa etária de indicação da vacina...

Pará terá Forças Armadas no combate a crimes ambientais

O presidente Jair Bolsonaro autorizou a ampliação da utilização das Forças Armadas, no contexto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), para combater...

Inmetro vai instalar certificação em bombas de combustível

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) pretende instalar, em breve, certificação digital em bombas de combustível, nesta sexta-feira (30) o...

Série B: Goiás vence Operário-PR e assume vice-liderança

O Goiás derrotou o Operário-PR por 1 a 0, na tarde desta sexta-feira (30) no estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 15 ª rodada...

Decreto oficializa desbloqueio do Orçamento de 2021

Um decreto assinado hoje (30) pelo presidente Jair Bolsonaro oficializou o desbloqueio de todo o Orçamento de 2021. A liberação dos recursos...

MP prorroga vigência de medidas excepcionais durante uma pandemia

O governo federal editou hoje (30) a Medida Provisória N o 1. 059 de 2021, que garante a continuidade de medidas excepcionais...

Covid-19: mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões

O total de vidas perdidas para a covid - subiu para 555. 502. 502 . Em 18 horas, foram confirmadas 963...

Olimpíada: por vaga na semifinal, seleção pega Egito no futebol

Brasil e Egito se enfrentam na manhã deste sábado (30), a partir das 7h (horário de Brasília) no Estádio de Saitama, pelas quartas...

Estado do Rio tem queda de 27% sem número de mortos por covid-19

O estado do Rio de Janeiro teve uma redução de 27% não número de óbitos provocados pela covid - 19. As internações...

Covid-19: DF começa a vacinar pessoas a partir dos 30 anos na terça

Na próxima terça-feira (3), o Distrito Federal (DF) começa a vacinar contra a covid - 19 pessoas com idade a partir de 18...

Princípio de incêndio paralisa ao Metrô do Rio

Um princípio de incêndio no sistema de cabos paralisou totalmente o sistema do Metrô do Rio no fim da tarde desta sexta-feira (30)....

Covid-19: 40 milhões de pessoas estão totalmente imunizadas no país

Até esta sexta - feira (24), 37 milhões de pessoas recebidas como duas doses ou dose única da vacina...

Dólar ultrapassa R $ 5,20 e fecha julho com maior alta desde janeiro

Num dia marcado por tensões domésticas e externas, o dólar voltou a subir e ultrapassou a barreira de R $ 5, 20, com...

fethiye escort denizli escort denizli escort bayan diyarbakır escort diyarbakır escort bayan edirne escort edirne escort bayan erzincan escort erzincan escort bayan erzurum escort erzurum escort bayan gaziantep escort gaziantep escort bayan gümüşhane escort gümüşhane escort bayan hakkari escort hakkari escort bayan hatay escort hatay escort bayan ığdır escort ığdır escort bayan ısparta escort ısparta escort bayan istanbul escort istanbul escort bayan izmir escort izmir escort bayan karabük escort karabük escort bayan kars escort kars escort bayan kastamonu escort kastamonu escort bayan kilis escort kilis escort bayan kırıkkale escort kırıkkale escort bayan www.escortperl.com