Diário Carioca Google News

Jemima Kirke, de Maniac, Girls, foi mais uma famosa que resolveu revelar que sofreu violência sexual após a Dra. Christine Blasey Ford contar sua historia em frente ao comitê judiciário do Senado americano, na quinta-feira (27).

“Ok, fod*-se. Quando eu tinha 22 anos, fui estuprada pelo meu traficante. Depois de gentilmente pedir que ele fosse embora (eu não queria deixá-lo bravo), eu me arrastei até o hospital. Depois de vários testes de DST, o doutor disse simpaticamente, ‘você tem de começar a tomar mais cuidado’. Acredito que o que ele quis dizer foi, ‘isso poderia ser prevenido se você não estivesse andando com um traficante’. Parecia que a culpa foi minha e por isso não contei a ninguém e não fui à polícia. Meu estupro não teve nada a ver com minhas escolhas. Traficantes não estupram as pessoas mais que homens de família. Os conselheiros da reabilitação não corrigiram essa linha de raciocínio. Minha própria mãe não corrigiu. Fod**-se todos que tiveram boas intenções, mas disseram que era um ‘sinal’ que eu precisava de ajuda”, disse a atriz que finalizou seu testemunho dizendo: “É provável que minha filha seja assediada sexualmente algum dia. Não posso prevenir isso. Ela não pode prevenir isso. Mas não importam as circunstâncias, não será culpa dela”.

 

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *