25.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, novembro 23, 2020
- Publicidade -

Covid-19: com mais de 434 óbitos em um dia, São Paulo tem novo recorde

- Publicidade -

Pela primeira vez, o estado de São Paulo ultrapassou a faixa de 400 óbitos pelo novo coronavírus em um único dia. Nas últimas 24 horas, o estado contabilizou 434 novos óbitos. O recorde anterior havia sido registrado na semana passada, com 389 mortes.

Os recordes de casos confirmados e de óbitos pela covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, geralmente, ocorrem às terças-feiras, dia em que são contabilizados os exames que ficam represados nos fins de semana. Com isso, o estado chegou agora a 13.068 óbitos desde o início da pandemia.

“Foi o maior número de óbitos registrados neste período de 24 horas, e obviamente isso entristece a todos. Esse número [de óbitos] está dentro da previsão de cenário até o dia 30 deste mês. E isso [o aumento de óbitos] ocorre porque o interior do estado está em curva ascendente, mesmo com a redução [de óbitos] na capital e na região metropolitana”, disse o secretário executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo.

Os óbitos que estão ocorrendo agora são resultado de uma transmissão do vírus que ocorreu há cerca de um mês, reforçou o coordenador de controle de doenças da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, Paulo Menezes.

O estado registra também 229.475 casos confirmados da doença e 39.227 pacientes curados após receberem alta médica. Há 5.659 pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTIs) de todo o estado em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus e 8.259 internados em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de UTI em todo o estado está em 65,7% e, na Grande São Paulo, em 68%.

Segundo Paulo Menezes, cerca de 38% dos casos notificados nas últimas 24 horas foram confirmados por meio de testes sorológicos, os chamados testes rápidos.

Isolamento

A taxa de isolamento social nesta segunda-feira (22) no estado de São Paulo foi de 46% e, na capital paulista, de 47%.

O governo paulista considera satisfatórias taxas de isolamento acima de 55%. Uma taxa alta de isolamento social ajuda a diminuir a propagação do novo coronavírus e diminui as chances de colapso no sistema de saúde.

Texto corrigido às 14h17: recorde anterior de mortes no estado era de 389 mortes, e não de 366

- Publicidade -

Veja Também

- Publicidade -

Últimas Notícias

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Marcela Brandão lança “Sobre Maria”, canção autoral sobre a força da mulher brasileira

Como uma homenagem a "Maria Maria" de Milton Nascimento e Fernando Brant, a canção da artista ressalta a potência e a delicadeza das mulheres que nunca perdem a mania de ter fé

Confort Food: Receita deCoxa e sobrecoxa à moda de mãe

Chef Melchior Neto ensina receita rápida e saborosa

RedeTV! contrata Rodrigo Constantino, após polêmica no caso Mari Ferrer

A RedeTV! anunciou a contratação de Rodrigo Constantino, que foi demitido da Record TV! e da Jovem após se envolver em polêmica no caso Mari Ferrer.

Quiqui, em São Conrado, realiza 2o. Jantar Gastronômico com Ronaldo Canha e convidados

O Quiosque QuiQui, em São Conrado, deu início neste mês de novembro ao projeto Jantares Gastronômicos com Ronaldo Canha e chefs...

Tok&Stok realiza sua Best Friday: Confira as oportunidades

Campanha que traz descontos de até 80%, acontece entre os dias 19 a 30 de novembro nos canais físicos e digitais da marca

Google Trends pode ajudar especialistas a prever novos pontos de foco da COVID-19

Análise de pesquisas na Internet pode ajudar especialistas a prever e responder a pontos de foco da COVID-19

Redes sociais e games em excesso causam tanta dependência quanto as drogas, diz psiquiatra

A informação torna-se preocupante quando se verifica o quanto a internet está presente no cotidiano. Brasil é o segundo país onde se permanece mais tempo conectado durante o dia
- Publicidade -