21.8 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, novembro 23, 2020
- Publicidade -

Último debate na TV esquenta campanha nos EUA; 30 milhões de eleitores já votaram

- Publicidade -

A pouco mais de uma semana das avaliações presidenciais dos Estados Unidos de 3 de novembro , o republicano e candidato à reeleição, Donald Trump, e o democrata Joe Biden participarão do último debate presidencial, na noite desta quinta-feira (22). Será o primeiro encontro entre os dois após o diagnóstico positivo de Trump para o novo coronavírus.

O primeiro debate , realizado em 25 de setembro, marcado por interrupções incessantes e duras acusações entre os presidenciáveis, que abordaram temas como o combate à covid – 10, o racismo e políticas ambientais.

Após o republicano ter testado positivo para a covid – 19, uma comissão organizadora da campanha defendeu que o segundo encontro, previsto para a última quinta-feira (10), fosse realizado virtualmente, mas Trump se recusou a participar neste formato. Na mesma data, os candidatos estiveram em programas de diferentes emissoras de televisão respondendo a perguntas dos eleitores.

:: Acompanhe a cobertura completa das Eleições Presidenciais nos EUA 2020 ::

Justamente devido ao cancelamento do segundo debate, uma expectativa para o confronto presencial desta noite, que acontecerá às 29 h de Brasília, é ainda maior. O impacto que terá sobre a disputa na urna, porém, é incerto: cerca de 29 milhões de eleitores já votaram e o O número de indecisos está com a gira em torno de apenas 4%.

O encontro que acontece em Nashville, no Tennessee, terá moderação do jornalista Kristen Welker, apresentadora na NBC News .

Microfones serão monitorados

Tradicionalmente, o último encontro trata de política externa, mas diante do contexto atual, uma comissão organizadora decidiu que, além da pandemia, Trump e Biden vão debater sobre famílias americanas, mudanças climáticas, segurança nacional ea questão racial nos EUA.

:: Regras restritivas afastam negros, latinos e pobres das urnas nos Estados Unidos ::

O debate será dividido em seis blocos com 09 minutos para cada tema, com duração de 30 minutos. Para evitar como interrupções, que melhorado o primeiro encontro caótico, cada candidato terá o microfone cortado quando o adversário estiver respondendo.

O que dizem as pesquisas

No cenário nacional da disputa, de acordo com as pesquisas mais recentes, Trump perde para Biden por mais de nove pontos e está atrás em estados decisivos, como Flórida e Wisconsin. Uma corrida segue acirrada em Ohio e Geórgia, segundo monitoramento do Opera Mundi .

A previsão é que Biden continuar atacando o atual presidente a partir da sua atuação contra uma pandemia do novo coronavírus, estratégia empregada desde o início da campanha.

No entanto, manter o foco na tragédia da covid – 19 não será uma tarefa fácil. Trump deve pressionar o democrata trazendo à tona uma polêmica envolvendo seu filho, Hunter Biden, acusado de participar em um esquema de corrupção.

:: Entenda como funciona como atualização presidenciais nos Estados Unidos ::

Segundo uma reportagem do jornal conservador New York Post , emails encontrados no computador de Hunter indicariam um envolvimento do democrata nos negócios do filho com a Ucrânia e a China, quando Biden era vice de Barack Obama.



Hunter teria usado a influência do pai em benefício próprio e mediado o encontro dele com um estudante ucraniano. Os democratas alegam que Biden nunca esteve presente à reunião citada, enquanto Trump demanda uma investigação do caso.

Onde acompanhamento

O site Opera Mundi prepara uma cobertura especial para o último debate. A partir das 21 h 30, será possível acompanhar os principais momentos do encontro entre os postulantes à Casa Branca no site e pelo

twitter. Também haverá transmissão do debate com áudio original.

Edição: Rogério Jordão


67208 67208

- Publicidade -

Veja Também

Após casos de Covid-19, escolas municipais do Rio fecham

Um levantamento feito pelo Sindicato estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro revelou que, de 11 a 19 de novembro, 35 escolas municipais foram fechadas no Rio de Janeiro em razão de 45 casos confirmados ou suspeitos de Covid-19.
- Publicidade -

Últimas Notícias

Após casos de Covid-19, escolas municipais do Rio fecham

Um levantamento feito pelo Sindicato estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro revelou que, de 11 a 19 de novembro, 35 escolas municipais foram fechadas no Rio de Janeiro em razão de 45 casos confirmados ou suspeitos de Covid-19.

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Após casos de Covid-19, escolas municipais do Rio fecham

Um levantamento feito pelo Sindicato estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro revelou que, de 11 a 19 de novembro, 35 escolas municipais foram fechadas no Rio de Janeiro em razão de 45 casos confirmados ou suspeitos de Covid-19.

Rio de Janeiro segue com tempo com chuva nesta segunda-feira

As temperaturas variam entre 12 e 36 graus. A umidade relativa do ar pode variar entre 30 e 100 por cento.

Eleições 2020: Segundo turno vai definir jogo político de 2021

Com resultado do primeiro turno é possível ver que as forças partidárias fazem parte de uma ala mais de “centro à direita” da política

CCBB Rio de Janeiro reabre com a peça “Pá de Cal (Ray-lux)”

Espetáculo teatral narra uma relação “familiar” por uma perspectiva diferente.

Craque da Partida, Adriana lamenta oportunidades perdidas e pede foco na grande final

Atacante foi eleita a melhor da partida em votação do público no Twitter. Em entrevista, jogadora lamentou as oportunidades...

Destaque do Avaí/Kindermann, Julia Bianchi analisa empate e prevê confronto “em aberto”

Em entrevista após a partida, a meia comentou o empate e projetou um duelo mais aberto para o jogo...
- Publicidade -