25 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, dezembro 2, 2020
- Publicidade -

Após rejeição geral, Bolsonaro revoga decreto que abria caminho para privatizar SUS

- Publicidade -
- Publicidade -

Após intensas críticas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recuou e revogou, na noite desta quarta (27), o Decreto 03. 530, que inseria a rede de atenção primária à saúde entre as parcerias com iniciativa privada. Editado na terça (10), o texto vinha sofrendo uma ampla rejeição que atingiram diferentes espectros políticos, da esquerda à extrema direita. Na prática, o decreto sedimentava o caminho para que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) pudessem ser privatizadas. Ex-ministros da Saúde estão entre os que rechaçaram a medida do presidente durante esta quarta-feira (150).

“Sem explicar do que se trata, é um tiro no escuro”, disse o ex-ministro de Bolsonaro Luiz Henrique Mandetta (DEM), ao apontar que o decreto não esclarecia como se daria a inserção da iniciativa privada no ramo.

- Publicidade -

Não vamos permitir que Bolsonaro levante este tipo de debate. Vamos defender o SUS. Bolsonaro não sabe o que é o SUS, nem ministro da Saúde o Brasil tem. Proteger o SUS é dever de todo cidadão deste país ”, disse o senador e ex-ministro da Saúde Humberto Costa (PT-PE), pelo Twitter.

Já o ex-ministro do Meio Ambiente Carlos Minc havia ironizado o tema, em uma postagem pela mesma rede social. “ Pandemia continua: SUS deve ser fortalecido. BolsoVirus enfraquece SUS – Decreto abre privatização de Unidades Básicas de Saúde. O $ desviado do orçamento da Saúde foi para o submarino nuclear. Hospital de Bonsucesso incendiou por falta de $ para prevenção ”, disse o ex-mandatário, em referência aos recursos investidos pelo governo na anunciada construção do primeiro submarino nacional com propulsão nuclear.

Integrante do PSL, partido de extrema direita que elegeu Bolsonaro, o deputado federal Junior Bozzella (SP) destacou-se a conjuntura em que a medida veio à tona. “Publicar na surdina, em meio à pandemia, um decreto que faça qualquer tipo de aceno à privatização do Sistema Único de Saúde é apunhalar mais de 27 milhões de brasileiros pelas costas na hora em que mais precisam. É atentar contra a Constituição, que garante o acesso universal à saúde a toda população “.

Bozzella disse ainda que, “depois do meio ambiente, o governo Bolsonaro vai dando sinais de que agora é uma vez de t entar ‘passar a boiada ‘na Saúde ”.

Já o senador oposicionista Paulo Paim (PT-RS) disse ser “ inacreditável que o governo queira privatiza ro SUS ”e qualificou a medida como“ uma irresponsabilidade ”. “O Brasil precisa fortalecer o serviço público de saúde. Cerca de 28 milhões de pessoas dele dependentes, principalmente os pobres. Privatizar o SUS é um ataque frontal à dignidade humana ”.

O deputado Boh Gass (PT-RS) associado como políticas de privatização à má prestação de serviços e a problemas de gestão. “ Essas” parcerias “com o setor privado que Bolsonaro quer fazer nas Unidades Básicas de Saúde do SUS me remetem ao que acontece no Rio de Janeiro. Lá, muita coisa da saúde foi para uma administração privada e, bem, é um escândalo atrás do outro e o sistema de saúde é um caos ”.

Uma ex-presidente Dilma Rousseff (PT) também havia reagido à novidade do governo. Em diferentes postagens nas redes, ela disse que, “com esse decreto, Bolsonaro e Guedes cometem um atentado contra a população e contra a constituição, que diz que ‘saúde é direito de todos e dever do Estado’”.

O Congresso não pode aceitar esta violação constitucional e ameaça à vida de milhões de brasileiras e brasileiros “.

Lembrando o contexto da agenda ultraliberal de Bolsonaro, o líder psolista e candidato à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos assinalou que o decreto faz parte de um projeto político- ideológico. “Em 530, o Teto de Gastos tirou 20 bilhões de reais do SUS. Em 2019, querem privatizar e transformar a Saúde da Família em um ‘modelo de negócio’. Não é crise, é projeto ”, frisou.

Sociedade civil

Entidades da sociedade civil também incorporada se pronunciado mais cedo contra a proposta do presidente. A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) ressaltou que “o SUS salva vidas” e que privatizar os serviços “é deixar a população mais pobre entregue à própria sorte ”.

Não podemos deixar isso acontecer. Um sistema privado nunca iria se preocupar em criar políticas públicas de saúde, só pensaria no lucro. A privatização do SUS é um projeto desejado por diversas correntes da sociedade, como os planos de saúde. A saúde pública brasileira garante atendimento de saúde para milhões e é, segundo Dráuzio Varella, o maior programa de distribuição de renda do mundo ”, completou a entidade.

Já a União Nacional dos Estudantes (UNE) lembrou que “ todo brasileiro usa o SUS porque o SUS é responsável por vacinas, saneamento básico, transplante de órgãos, Samu, hemocentros, entre outros inúmeros serviços ”.

A líder Sônia Guajarara, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), somou-se aos protestos e lembrou a gravidade da pandemia. “ No pior momento crítico que enfrentamos nas últimas décadas, Bolsonaro, incompetente que só, ainda quer privatizar o SUS, autorizando a equipe econômica a preparar modelo de privatizações para unidades básicas de saúde. Um crime atrás do outro contra o povo brasileiro ”.

Governo

Em nota divulgada nesta quarta-feira (28) à imprensa após as reações que surgiram ao decreto, o Ministério da Economia havia dito que a medida não representava “qualquer definição prévia” e que estudos técnicos iriam “oferecer opções variadas de tratamento da questão”, que depois seriam avaliados pela gestão.

Edição: Rodrigo Chagas


Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Secretaria do Ambiente fiscaliza Canal do Marapendi e lagoas da Barra da Tijuca

A ação contou com o apoio do Comando de Polícia Ambiental (CPAm), e foi desencadeada com o objetivo de checar despejo irregular de efluentes nos ecossistemas lagunares da Barra da Tijuca.

Últimas Notícias

Linha Vermelha terá interdições na altura do KM 7

As interdições contarão com a participação de operadores de tráfego da CET-Rio que trabalharão para manter a fluidez, efetuar os bloqueios e orientar os motoristas durante o procedimento

Leticia Aguiar e Janaina Paschoal cobram informações sobre demolição do Ginásio do Ibirapuera

Parlamentares assinam em conjunto um Requerimento de Informação, com uma série de questionamentos sobre o futuro do Complexo Esportivo do Ibirapuera

Corpo de Bombeiros entrega 58 ambulâncias adquiridas com recursos da Taxa de Incêndio

Tributo também serviu para aquisição de 20 motos aquáticas e um reboque marítimo

Secretaria do Ambiente fiscaliza Canal do Marapendi e lagoas da Barra da Tijuca

A ação contou com o apoio do Comando de Polícia Ambiental (CPAm), e foi desencadeada com o objetivo de checar despejo irregular de efluentes nos ecossistemas lagunares da Barra da Tijuca.

Alerj aprova contas do governo Wilson Witzel de 2019

Os parlamentares também aprovaram, por unanimidade, nesta quarta, o projeto de decreto legislativo 53/20, que aprova as contas de 2019 do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RJ)

Polícia Federal apreende cerca de 2,5 toneladas de cocaína em Caxias

Policiais federais ingressaram em um galpão localizado em Duque de Caxias/RJ, onde localizaram a droga, armas e prenderam dois homens em flagrante

Confira o calendário de pagamento de benefícios do INSS de 2021

Segurados do INSS já podem conferir a data em que os depósitos serão feitos no próximo ano

No Congresso, Pazuello diz que Ministério da Saúde vai buscar vacina de excelência

Ele também reafirmou que, no que depender do governo, a população não será obrigada a se imunizar contra o vírus que causa a covid-19.

Feira Samba do Machado, no Catete, tem artesanato, música e gastronomia para o Carioca

A feira virou ponto de encontro tradicional no Catete, com uma programação cultural diversificada, reunindo diversos artesãos que oferecerem produtos variados, como moda praia, moda fitness e moda afro, calçados, bijuterias, cartonagem, entre outros, além de alimentos e bebidas.

Dia Nacional do Samba tem Trem online na “Portela” e exposição no Museu do Samba, na Mangueira

O Dia Nacional do Samba – comemorado em 02 de dezembro – será diferente em 2020. Sem muitos motivos para comemorara a data será marcada por comemorações online em todo o Brasil, principalmente no Rio de Janeiro.

Nova Fiat Strada é a Picape do Ano no Brasil

- Segunda geração do comercial leve da marca coleciona prêmios entre os jornalistas especializados, um reconhecimento à altura da força do líder de seu segmento há 20 anos - Destaque também para Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina, escolhido Executivo do Ano, até o momento, em três premiações por sua liderança no período mais desafiador da indústria automotiva nacional

Hacker anuncia venda de acesso a servidor das Forças Armadas

“O Ministério da Defesa silenciou sobre um anúncio que circulou em um dos principais sites dedicados ao cibercrime na deep wep, o submundo da internet, há duas semanas”, diz a Crusoé.

Secretaria do Ambiente fiscaliza Canal do Marapendi e lagoas da Barra da Tijuca

A ação contou com o apoio do Comando de Polícia Ambiental (CPAm), e foi desencadeada com o objetivo de checar despejo irregular de efluentes nos ecossistemas lagunares da Barra da Tijuca.

Câmara aprova MP que libera recursos para compra da vacina de Oxford contra a Covid-19

O dinheiro vai custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca. A empresa desenvolve uma vacina contra Covid-19 em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Conta de luz fica mais cara em dezembro, revela Aneel

O órgão reativou o sistema de bandeira tarifárias e estabeleceu bandeira vermelha patamar 2 para este mês. A taxa é considerada a mais alta, com custo de R$ 6,243 por 100 quilowatts/hora consumidos
- Publicidade -