31.3 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, novembro 27, 2020
- Publicidade -

Eleições 2020: “Crianças e adolescentes devem ser prioridade nacional”

- Publicidade -

O Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infanti (FNPETI) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) ) lançaram a Campanha Voto pela Infância neste mês de outubro. O objetivo da mobilização e conscientizar a população para a escolha de candidatos à prefeitura e vereança que sejam comprometidos com os direitos das crianças e adolescentes.

A iniciativa, realizada também pelos Fóruns. de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil Estaduais, acontece de forma virtual e conta com o apoio de dezenas de parceiras. Entre elas a Campanha Nacional pelo Direito à Educação , a Plataforma Cada Criança, a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares (Contag), o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), entre outras.

Em entrevista ao programa Bem Viver , da rádio Brasil de Fato, Isa Oliveira, secretária executiva do FNPETI, explica que a campanha “é um chamamento para que a sociedade analise a plataforma dos políticos candidatos e candidatas à prefeitura, à câmara de vereadores e escolham aqueles que em sua história não têm nenhuma proposta que viole o direito de crianças e adolescentes ”.

Além dos gestores públicos municipais, vereadores e prefeitos serem os responsáveis ​​pela implementação de políticas públicas que impedem o nível local de proteção social das crianças e suas famílias, também são

Segundo Oliveira, a proteção das crianças e dos adolescentes não é prioridade do governo federal, que tem permissão de cortes orçamentários na área, responsáveis ​​pela disponibilização de orçamento para a implementação das medidas. . Para ela, mesmo as conquistas alcançadas pelo O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA ) estão ameaçadas.

Com a pandemia, milhares de crianças brasileiras estão em uma situação socieconômica ainda mais vulnerável.

“O que estamos assistindo, e isso é visível, é ao aumento do trabalho infantil nas ruas. Na venda de produtos, coleta de material reciclável, trabalho infantil doméstico. Isso é uma evidência de que as políticas públicas não estão cumprindo seu papel ”, crítica a representante do Fórum.

Confira a entrevista na íntegra:

Brasil de Fato – O que significa Votar pela Infância e qual a importância dessa iniciativa?

Isa Oliveira – É um chamamento do Fórum Nacional para que a sociedade analise a plataforma política dos candidatos e candidatas à prefeitura, à câmara de vereadores e escolha aqueles que em sua história política, na sua plataforma, não tenham nenhuma proposta que viole os direitos de crianças e adolescentes. Pelo contrário, que tenham projetos que assegurem que o município promova um desenvolvimento econômico com justiça social, com prioridade à criança e ao adolescente.

Nenhum mandato popular dá ao eleito o direito de desrespeitar a Constituição, como por exemplo fazer apologia ao trabalho infantil

Qual o cenário atual quando se trata das políticas públicas para crianças e adolescentes no país?

No âmbito federal, a criança e o adolescente e o enfrentamento a todas as violências que vitimam meninos e meninas não são prioritárias. Por isso nossa expectativa é de que está na hora de mudar a história e comprometimento por meio do voto, do voto consciente, do voto cidadão, prefeitos, prefeitas, vereadores e vereadoras, com a definição e implementação de políticas que de fato garantam os direitos de crianças e adolescentes.

:: Estatuto da Criança e do Adolescente faz 19 anos sob ataque e sem efetivação completa ::

Quais são os exemplos dessa não prioridade, do descaso atual, atual de candidatos?

Infelizmente a manifestação de descaso, de não prioridade, de não cumprimento do que está disposto na Constituição Federal e não Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) são de autoridades com mandato eletivo.

É importantíssimo que reiteremos que nenhum mandato popular dá ao eleito, seja o cargo que ocupe, o direito de desrespeitar a Constituição. Como por exemplo, fazendo apologia ao trabalho infantil.

Em julho, o ECA completou 30 anos. Esse ordenamento, que é uma referência social, tem sido respeitado?

Celebrar 27 anos do ECA é extremamente importante, assim como destacar os avanços com sua implementação. Como o maior acesso à escola na faixa etária de 6 a 13 anos , que atingiu 27, 7%.

No Brasil as políticas de proteção social e de educação sofreram cortes expressivos de recursos

Houve uma redução nas últimas duas décadas do trabalho infantil e da mortalidade, para apontar três indicadores positivos.

Contudo, é preciso manter a vigilância. Essas conquistas não estão consolidadas, estão ameaçadas nesse momento no Brasil em que as políticas de proteção social e a política de educação sofreram cortes expressivos de recursos.

Em meio à pandemia do coronavírus , quais as principais consequências para as crianças? Em junho, ao lado do MPT, outra campanha do Fórum alertou para o risco de aumento do trabalho infantil.

Estamos assistindo ao aumento do trabalho de crianças nas ruas

O que estamos assistindo, e isso é visível, é realmente ao aumento do trabalho infantil nas ruas. Na venda de produtos, coleta de material reciclável, trabalho infantil doméstico. Isso é uma evidência de que as políticas públicas não estão cumprindo seu papel.

:: Crescimento da exploração do trabalho infantil é risco iminente durante a pandemia ::

Nesse momento é importante reafirmarmos que a pandemia agravou uma crise econômica, social e política. Agregou a dimensão sanitária mas essa crise já estava em curso. É urgente a mobilização da sociedade e sobretudo essa mobilização junto aos municípios para que os estados e as cidades assumam a resposabilidade e obrigação constitucional de promover políticas públicas que garantam o direito à vida, à segurança alimentar, à educação e saúde das crianças e adolescentes .

Você citou que a educação e as dificuldades do ensino remoto estão no centro das instâncias. Há real risco de evasão escolar?

Sem dúvida. Uma outra questão que se tornará muito visível é a disparidade, a desigualdade , não só entre a escola privada e pública. Mas dentro da própria escola pública. O que aconteceu nesse momento de afastamento em que atividades escolares online foram oferecidas às crianças de escolas públicas de regiões com equipamentos mais estruturados, de maior poder aquisitivo, tiveram acesso a essas atividades.

Por conta da pandemia a evasão escolar e o abandono do estudo agravam se agravam, trazendo prejuízos para crianças e adolescentes

Mas as crianças que vivem nas áreas periféricas, de famílias em situação de pobreza, ter o seu direito à escola, mesmo por meio das atividades online, negado. Foi uma restrição de um direito.

Isso vai trazer, no retorno das aulas , um desafio muito grande. Não só para colher e mitigar essa disparidade, mas também o que pesquisas têm revelado. Muitos adolescentes já afirmaram que não vão voltar. A evasão escolar e o abandono do estudo agravam, trazendo prejuízos muito grandes para crianças e adolescentes.

Eles estão na idade em que a educação e escolarização são um direito. E é obrigação constitucional do poder público garantir a todos e todas as escolas públicas de qualidade, inclusiva e laica.

Como está a adesão à campanha, como ela tem repercutido e como os leitores podem ajudar na divulgação?

A Campanha tem sido muito intensa nas redes sociais por ser uma campanha virtual e retorno por meio de vídeos de muitas entidades parceiras.

Em relação

à participação do eleitor e da eleitora , seria um ganho muito grande a divulgação da campanha e conversar com as pessoas próximas no sentido de dizer: “Olha, aqui tem um alerta importante, um chamamento. Vamos aderir a esse chamamento e fazer uma escolha que pode mudar a história desse país “.

Falar da infância e protegê-la também é uma forma de pensar no futuro do Brasil, no que queremos construir enquanto sociedade?

Não só o futuro mas é também cuidar do presente. O presente agora exige um cuidado, uma atenção especial, que deve se traduzir no investimento de políticas públicas, em proteção social para as crianças e suas famílias. É um momento que tem um impacto muito grande no futuro, na construção de um país mais justo, solidário. Um país que tenha em sua política a criança e o adolescente como prioridades e como um investimento nacional.

Edição: Rogério Jordão

- Publicidade -

Veja Também

MetrôRio reforça operação para o segundo turno das Eleições 2020

No dia da votação, as estações das linhas 1, 2 e 4 vão abrir às 7h e a operação se encerrará às 23h. No sábado (28/11), o funcionamento será das 5h à 0h, como já acontece normalmente nos fins de semana. A transferência entre as linhas 1 e 2 será feita na estação Estácio .
- Publicidade -

Últimas Notícias

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

MetrôRio reforça operação para o segundo turno das Eleições 2020

No dia da votação, as estações das linhas 1, 2 e 4 vão abrir às 7h e a operação se encerrará às 23h. No sábado (28/11), o funcionamento será das 5h à 0h, como já acontece normalmente nos fins de semana. A transferência entre as linhas 1 e 2 será feita na estação Estácio .

Di Ferrero, Preta Gil, Paula Fernandes e Elba Ramalho desafiam os cozinheiros no próximo “MasterChef”

A Band exibe o 21º episódio do MasterChef Brasil na próxima terça-feira (1), a partir das 22h45. Oito novos participantes encaram...

Danilo Gentili e Wanessa Camargo estão no Programa Raul Gil deste sábado

No programa deste sábado, 28 de novembro, Raul Gil recebe Danilo Gentili no quadro “Pra Quem você Tira o Chapéu”. O humorista revela se...

Smithsonian Channel participa de iniciativa pela conservação da biodiversidade

O canal Smithsonian Channel e a Smithsonian Institution participam, na próxima semana, do Conservação Integrada Summit 2021-2030, evento totalmente...

Celso Portiolli recebe Adriana Bombom, Mulher Melão, Vivi Wanderley, Viny Vieira, André Vasco e Robson Bailarino neste domingo

O 'Domingo Legal' deste final de semana (29) vem recheado de diversão e alegria. Celso Portiolli apresenta, ao vivo, a partir das...

HBO indica produções sobrenaturais para maratonar antes da estreia do novo ‘O GRITO’

Remake de um dos clássicos do terror, O GRITO estreia neste sábado, dia 28 de novembro, às 22h, na HBO e na HBO GO. A nova...
- Publicidade -