24.3 C
Rio de Janeiro
terça-feira, dezembro 1, 2020
- Publicidade -

Má gestão de recursos aprofundou a crise hídrica no Paraná

- Publicidade -
- Publicidade -

Desde o dia 12 de agosto de 2020, um novo modelo de rodízio não fornecido de água foi imposto à população de Curitiba e região metropolitana: um dia e meio sem água e um dia e meio com água. Em audiência pública recente, realizada na Assembleia Legislativa do Paraná, sobre a crise hídrica no estado, o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Julio Cesar Gonchorosky, informado que “antes dessa medida 235 mil pessoas ficavam sem água por um período de 11 horas. Agora será1,2 milhões que ficarão sem abastecimento em um período de 29 horas ”. Um problema grave que, segundo especialistas, estava previsto há anos, mas pouco foi feito para que o Paraná estava preparado.

A estiagem tem se alastrado devido às altas temperaturas e elevações chuvas. No mês de setembro, registrou-se um déficit de 79% nas precipitações reforçando a estiagem severa que afeta o Paraná, principalmente na Região Metropolitana de Curitiba. A pergunta que fica é o que os governos estaduais, historicamente, fazendo para driblar este problema.

- Publicidade -

Falta de atenção à questão ambiental

Para o professor doutor em Física Estatística, Jefferson de Souza, dentre os vários fatores que causaram a atual crise hídrica no Paraná, destaca-se a má gestão dos recursos e da rede: “Podemos citar alguns problemas, como, por exemplo, desperdício de água sem que houvesse algum tipo de política pública para prevenir isso e um tipo de tarifação que não estimula a economia.”

Leia também : Artigo | Torneira seca e tarifa cara são os custos da privatização da água no Paraná

Jefferson explica que a Sanepar não deu conta de ajustar, por exemplo, a oferta em relação à região metropolitana, uma das áreas mais afetadas. “Temos hoje, nessa região, 3,6 mil habitantes e, ao longo do tempo, a oferta não foi ajustada. Em segundo lugar, não foi investido na questão ambiental. Só para ter uma ideia: nós despejamos metade do esgoto na bacia do Rio Iguaçu e isso afeta diretamente a oferta da água. Pois, se você polui os rios, não tem como usar aquele rio para captação de água ”, acrescentou.

Um levantamento de 973 da ONG SOS Mata Atlântica revelou que, entre rios que passam por Curitiba e região, apenas um apresentava condições boas ambientais: o Rio Itaqui, em São José dos Pinhais. No Paraná, segundo a ONG, foram rios rios que passam pela capital e pelas cidades de Campo Largo, Almirante Tamandaré e São José dos Pinhais. Ou seja, o não investimento na questão ambiental ocorre ao longo da história dos governos estaduais.

O economista e coordenador do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) no Paraná, Pablo Diaz, também concordou que o não cuidado com os rios tem afetado a oferta da água: “Temos só em Curitiba mais de 700 rios e riachos correndo pela cidade. Portanto, não há uma falta de estoque de água. O que você tem é uma má gestão desde o tratamento do esgoto, dos resíduos e da negligência histórica levando, por exemplo, à especulação imobiliária que matou parte dos rios. ”

Diaz analisa as últimas gestões caracterizando-as de caráter privatista e voltadas aos interesses dos grupos econômicos e não da população. “Governos Lerner e [Beto] Richa alienaram a Sanepar, que é um patrimônio público, para grupos privados. O Ratinho Jr vai na mesma linha. É importante lembrar que ele, no mês de março, em plena pandemia, ele tentou emplacar um aumento de 9, 53% na tarifa da água. Ou seja, para atender os investidores ”, explica o economista.

Décadas esperando a construção de mais um reservatório

Já para o professor Cláudio Marchando Kruger, do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está preocupante com a situação atual do estado, e a demora para responder à crise pode acarretar mais problemas. “Existe um projeto de décadas que é a construção do reservatório do Miringuava e que deveria estar construído há um bom tempo. Essa questão da urgência de se ter um reservatório a mais já existe faz tempo. Talvez se a gente tivesse essa reserva a mais, talvez estivessem passando com um pouco mais de folga nesta estiagem severa ”, explica.Nos últimos anos, a obra foi interrompida por irregularidades licitatórias e até mesmo contestação de problemas na obra.

Em nota ao Brasil de Fato Paraná, a assessoria de comunicação da Sanepar informou que ainda há um conjunto de obras em andamento: “A Sanepar está investindo cerca de R $ 79 milhões em obras de reforço à distribuição integrada de água de Curitiba e região metropolitana. Estão sendo construídos mais quatro reservatórios que integrados a uma nova estrutura de rede de distribuição, com 107 milhas ”.

Fonte: BdF Paraná

Edição: Frédi Vasconcelos

1992505088

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Luiz Solano toma posse como presidente da Abrajet/DF – A volta dos cassinos – O Rio pontifica

A convite do presidente da Abrajet Nacional (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo), Evandro Novak (SC), o jornalista Luiz Solano (foto) tomará posse como presidente da Abrajet/DF no próximo dia 18, às 16 horas, na Associação Comercial do DF (ACDF), da qual é diretor

Últimas Notícias

UM Gastronomia: Ilha da Coroa ganha casa com cardápio original e contato com a natureza

Com o objetivo de oferecer uma experiência ímpar, os empresários Bruno Magalhães, Bruno Vaz e Conrado Rodrigues apresentam seu novo estabelecimento,...

Táxis amarelinhos vão poder cobrar bandeira II

O valor do quilômetro rodado da bandeira II é de R$ 3,12, enquanto a tarifa convencional é de R$ 2,60 por quilômetro rodado.

Cineasta André Canto lança o trailer de #PrecisamosFalarSobreIsso

O Programa Documental #PrecisamosFalarSobreIsso discute a relação da Comunidade e do Movimento LGBTQIA+ com o tema do HIV e da AIDS.

Luiz Solano toma posse como presidente da Abrajet/DF – A volta dos cassinos – O Rio pontifica

A convite do presidente da Abrajet Nacional (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo), Evandro Novak (SC), o jornalista Luiz Solano (foto) tomará posse como presidente da Abrajet/DF no próximo dia 18, às 16 horas, na Associação Comercial do DF (ACDF), da qual é diretor

“Diz-Me Quem Sou”: Veja o pôster oficial da série da HBO

Baseada no best-seller homônimo de Julia Navarro, a nova minissérie espanhola estreará na América Latina no dia 6 de dezembro

Agora é lei: Rio de Janeiro terá plano para enfrentamento da covid-19 na gestão dos servidores de limpeza urbana

O objetivo principal é a adoção de medidas de proteção epidemiológica com atenção especial para a saúde dos catadores de materiais reutilizáveis ou recicláveis e demais trabalhadores nos serviços de resíduos sólidos.

DF: Nova Lei do Gás pode contribuir para redução do preço do gás de cozinha

Ao passar por reajustes ao longo dos últimos meses, preço do gás de cozinha tem...

SP: Estado pode melhorar índices de emprego a partir da aprovação da Nova Lei do Gás

O Brasil chegou, em outubro, ao quarto mês seguido de saldo positivo em relação à...

Centro Cultural Correios: Bruno Big inaugura exposição “Linha Livre – A arte de Bruno Big”

O carioca Bruno Carneiro Mosciaro, mais conhecido como Bruno Big, é especialista em História da Arte e Arquitetura, com estudos na área das gravuras, disciplina na qual deu aulas por mais de 15 anos na faculdade onde se formou.

Live do Trem do Samba acontece dia 2 de dezembro

Transmissão será feita diretamente da quadra da Portela com Marquinhos de Oswaldo Cruz, Jorge Aragão, Monarco, Nelson Sargento, Noca da Portela e Zé Luiz do Império e vários outros bambas

#SalaDigital: Cia. Bachiana estreia no Rio versão de “A Canção da Terra” de Mahler

Ao longo da transmissão serão arrecadadas doações para a Associação dos Amigos da Sala Cecília Meireles que apoia a programação artística e educativa da Sala Cecília Meireles. As doações são dedutíveis do Imposto de Renda de 2021.

Luiz Solano toma posse como presidente da Abrajet/DF – A volta dos cassinos – O Rio pontifica

A convite do presidente da Abrajet Nacional (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo), Evandro Novak (SC), o jornalista Luiz Solano (foto) tomará posse como presidente da Abrajet/DF no próximo dia 18, às 16 horas, na Associação Comercial do DF (ACDF), da qual é diretor

Kiko Soares lança dueto com Beth Carvalho: “Pagode do Trem”

Kiko Soares chega bem acompanhado neste seu primeiro single, que lança nesta semana em que se comemora o dia do samba: Beth Carvalho divide com ele os vocais de “Pagode do Trem”

Livro RioFilme: O cinema carioca na lente da história será lançado no Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da RioFilme, realizará nesta quinta-feira (03/12), às 13 h, o lançamento do livro RioFilme: O cinema carioca na lente da história, na Biblioteca Parque
- Publicidade -