O Brasil assegurou nesta sexta-feira (30) mais uma vaga na canoagem velocidade, na prova K1 masculino 1000 metros, que ocorre no caiaque individual. Agora o país soma cinco na canoagem: três na categoria velocidade (duas na canoa e uma no caiaque, ambas masculinas) e duas na categoria slalom (com Ana Sátila nas disputas C1 e K1, e Pepê Gonçaves na K1).  Ao todo o país tem 209 vagas confirmadas para Tóquio 2020.

De acordo com a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), ainda não está definido que atleta representará o Brasil na prova prova K1 masculino 1000m: o nome será revelado após uma reunião do Comitê de Canoagem de Velocidade. 

ICF confirma mais uma vaga olímpica para a Canoagem Brasileira em Tóquio

A decisão veio através da distribuição das vagas continentais que incluiu ao Brasil o K1 Masculino 1000 metros.

.

+Info: https://t.co/Wha5raTZLa

.@planetcanoe @timebrasil @esportegovbr #Tokyo2020 #olympic pic.twitter.com/1eE5B2RYJn

— Canoagem Brasileira (@canoagembrasil) April 30, 2021

A CBCa e o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) receberam a notícia sobre a nova vaga, por meio de um e-mail enviado pelo ICF. A CBCa esperava obter outra vaga (C1 Feminino 200m), o que não ocorreu. A entidade afirmou que buscará informações sobre os critérios adotados na escolha junto à ICF e à Confederação Pan-Americana de Canoagem.

As provas da canoagem slalom na Olimpíada de Tóquio ocorrerão entre os dias 25 a 30 de julho. Já as disputas de canoagem velocidade serão entre 2 a 07 de agosto.

Agência Brasil é uma agência pública de notícias da EBC. Informações sobre política, economia, educação, direitos humanos e outros assuntos.