PT nacional mantém apoio à candidatura de Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio

Brasil de Fato
Brasil de Fato
Leia em 3 Min
pt-nacional-mantem-apoio-a-candidatura-de-marcelo-freixo-(psb)-ao-governo-do-rio

Em reunião realizada nesta sexta-feira (5), a executiva nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu pela manutenção do apoio à candidatura de Marcelo Freixo (PSB) ao governo do estado do Rio de Janeiro.

A presidenta nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), anunciou a deliberação pelas redes sociais ratificando a chapa do Rio com os nomes de Freixo e do deputado estadual André Ceciliano (PT) para a disputa pelo Senado. 

A Comissao Executiva Nacional do PT confirma o apoio à chapa Marcelo Freixo (PSB) para governador e André Ceciliano (PT) para senador no Rio de Janeiro. Com Lula e Alckmin vamos juntos reconstruir nosso Brasil

— Gleisi Hoffmann (@gleisi) August 5, 2022 O impasse

O imbróglio entre PT e PSB  se deu porque o deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ), presidente do PSB no Rio de Janeiro, lançou a pré-candidatura a senador. Segundo o PT-RJ, o lançamento descumpre um acordo estabelecido entre ambas as siglas que se reuniriam para apoiar um candidato único, no caso, Ceciliano. 

Por sua vez, Molon alega que não participou de nenhum acordo e que a sua candidatura ao Senado Federal é a mais competitiva do campo progressista no estado do Rio.

Leia mais: Romário lidera intenções de voto para vaga fluminense ao Senado, segundo pesquisa

Na última terça-feira (2), em resposta a permanência de Molon na disputa, a direção fluminense do partido de Lula aprovou a retirada do apoio a Freixo à corrida eleitoral pelo Palácio Guanabara. 

Para ser referendada, a decisão precisava passar pela cúpula nacional do PT, que adiou para hoje, último dia das convenções partidárias, a resolução final para o caso.

Ao longo da semana, o PSB também reagiu. A executiva nacional do partido decidiu que Molon ficará sem recursos do fundo eleitoral para a sua candidatura ao Senado no Rio caso decida continuar na disputa.

Com a decisão do PT e o palanque eleitoral de Lula no Rio definido, a coligação apresentará dois candidatos ao Senado: Molon e Ceciliano. Eles concorrerão contra o senador Romário (PL) e Clarissa Garotinho (União Brasil), entre outros.

Molon não comentou a decisão em suas redes sociais até o fechamento desta reportagem. A candidatura do parlamentar conta com o apoio de personalidades como as cantoras Anitta e Daniela Mercury, além de ter o apoio do Psol, Rede e Cidadania.

 

Edição: Jaqueline Deister


Compartilhe