Diário Carioca Google News

Há exatamente um ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificava a disseminação do novo coronavírus como uma pandemia. Em março de 2020 também ocorria o anúncio da primeira morte por Covid-19 no Brasil. Por causa disso, o Câmera Record apresenta uma reportagem mostrando a dificuldade e a transformação na vida dos brasileiros, num momento em que o país bate recorde de mortes pela doença. 

O programa reencontra pessoas que já enfrentavam diversos desafios desde o começo da pandemia, quando pouco se sabia sobre o vírus e o uso de máscaras ainda não era obrigatório. 

Julie Pires, por exemplo, precisou cuidar da mãe e da irmã doentes. Isoladas dentro de casa, ela relembra que chegou a sofrer críticas dos vizinhos do prédio em que reside. “Teve um morador que falou: ‘O que você vai fazer com elas?’. Respondi: ‘Eu vou ficar em casa, conforme instruções'”, conta. 

Para Lúcia Ferreira, líder comunitária de Jardim Horizonte Azul, uma das regiões mais carentes de São Paulo, o desafio tem sido ajudar os vizinhos e também ir em busca de auxílio para ela mesma. “Nunca fiquei na minha vida sem pagar minhas contas de água, de luz e telefone”, afirma. 

O Câmera Record ainda relata as novas dificuldades da atual fase da pandemia de Covid-19, que tem provocado falta de leitos em UTIs e caos no comércio da maior cidade do Brasil. Na capital paulista, lojistas tentam driblar a fiscalização mesmo com o endurecimento das restrições. 

O Câmera Record vai ao ar neste domingo, às 23h15. A apresentação é de Luiz Fara Monteiro.

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo