Diário Carioca Google News

No primeiro fim de semana da Operação Restauração Prainha-Grumari, que prevê regras mais restritivas no acesso aos santuários, banhistas que chegaram cedo aos parques puderam aproveitar o forte calor com tranquilidade. Apesar de a população ter colaborado, cinco carros foram rebocados nos locais pela Secretaria de Ordem Pública (Seop), por estacionamento irregular. Em toda a orla da Zona Oeste foram 89 veículos removidos.

As cancelas da Prainha e de Grumari fecharam às 8h, no sábado, e às 8h30, no domingo, respeitando o limite de 800 vagas nas duas praias, estabelecido pela CET-Rio. Houve um controle de acesso seletivo conforme os parques esvaziavam, ao longo do dia, e reabertura definitiva às 15h.

A Operação Restauração Prainha-Grumari não tem prazo para terminar e ocorrerá sempre aos sábados, domingos e feriados, diz o secretário municipal de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere:

Prainha e Grumari têm operação para controle de acesso - Divulgação / Prefeitura do Rio
Prainha e Grumari têm operação para controle de acesso – Divulgação / Prefeitura do Rio

–  Prainha e Grumari são parques municipais e precisam de cuidados especiais. Não tem a menor condição de aceitamos que esses locais tão preciosos recebem o dobro, o triplo de veículos. Não vamos tolerar a profusão de irregularidades que transformou a experiência de um dia de lazer em um estorvo, no passado recente.

As operações contaram com agentes da CET-Rio, Seop, Guarda Municipal, policiais do 31º BPM (Recreio), Secretaria Municipal de Transportes e Subprefeituras da Barra e da Zona Oeste. A Guarda Municipal aplicou, no sábado e no domingo, 165 multas de trânsito na orla da Zona Oeste, sendo a maioria das infrações por estacionamento irregular.

A presidente da CET-Rio, Simone Costa, destaca que operação conjunta dos órgãos da Prefeitura vai continuar:

– Além do ordenamento do trânsito, o objetivo é garantir a preservação do meio ambiente.

Em Barra de Guaratiba, houve redução do número de banhistas em cerca de 50%. No principal acesso às praias de Barra de Guaratiba e à Pedra do Telégrafo foi montado um bloqueio e somente moradores podem chegar de carro, desde que estejam com o comprovante de residência.

– O bairro estava precisando muito desse controle. Não tem capacidade para suportar tanta desordem – disse a presidente da Associação de Moradores de Barra de Guaratiba, Cida de Araújo Aguiar

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Deixe um comentário

Deixe uma resposta