Diário Carioca Google News

Atacante do São Paulo havia sido responsável pela última derrota alvinegra há quase um ano e agora ajuda a quebrar o recorde do rival

Já havia se passado quase um ano desde a última derrota do Corinthians no futebol feminino. No dia 21 de março de 2019, Glaucia foi a responsável por dois gols no revés contra o Santos pelo Brasileirão A-1 no Parque São Jorge. Neste sábado (29), a artilheira da última temporada foi novamente decisiva. Agora no São Paulo, encerrou a sequência de 48 jogos sem perder do rival. Vivendo ótima fase, a atacante gosta de clássicos e, principalmente, de ser essencial.

– Fico muito feliz pelo clássico e por poder participar de um jogo único. O Corinthians é uma equipe muito qualificada, então sair com a vitória e poder ajudar é muito importante para a minha carreira e para o São Paulo. O sabor é diferente por elas terem conseguido esse feito (da sequência invicta). No ano passado fiz dois gols pelo Santos, agora fiz história novamente com outra camisa. Isso tem um gosto muito especial. Espero que a gente continue assim até o fim da competição, pois todos são muito fortes e qualquer ponto é muito importante.

Eleita a melhor atacante do último Brasileiro Feminino, Glaucia é uma referência quando se trata de fazer gols, mas não apenas dentro das quatro linhas, já que sua história de superação na vida também serve como inspiração para muitas jovens atletas. Ela, que começou a carreira como goleira, virou uma talentosa inimiga no duelo contra elas, mas precisou vencer a depressão e a luta contra o peso para poder brilhar. Mesmo sendo uma das melhores de sua posição no país, a jogadora tricolor ainda sofre com comentários preconceituosos.

– Fico muito feliz por ser uma referência para as meninas que se espelham em mim. É muito gratificante. Minha grande influência é uma das melhores jogadoras do mundo, então poder ser ídolo de garotas que estão começando no futebol é incrível. É um reconhecimento único trazer alegria e passar isso para as pessoas. Acredito que tudo que está acontecendo é com a ajuda de Deus, pois não é fácil lutar contra o peso, contra o preconceito. Mas estou sempre de cabeça erguida, sabendo a qualidade que tenho, que posso vencer esses obstáculos. Todas as meninas têm que acreditar em si, pois enquanto você não fizer isso, ninguém vai. Tem que focar em querer ser melhor, em não deixar as pessoas colocarem elas para baixo. Infelizmente o mundo de hoje tem mais palavras negativas do que positivas, então se a gente não se motivar, não vamos a lugar nenhum.

Treinada por Arthur Elias em 2011 no Centro Olímpico, a jogadora já teve alguns reencontros com o técnico que hoje comanda o Corinthians. Para ela, o trabalho do comandante está ajudando o crescimento do futebol feminino assim como a ajudou há alguns anos.

– A temporada de 2011 foi muito importante na minha carreira, pois fiz 24 gols só no Paulista. O Arthur tem uma passagem muito grande na minha vida, me ajudou bastante. É um treinador que está em alta no futebol e, felizmente para mim e infelizmente para ele, sempre consigo fazer gols quando nos enfrentamos. Ter técnicos bons no futebol é muito importante, precisamos de pessoas qualificadas. Ele está fazendo um trabalho bem interessante no Corinthians, por isso os resultados. Tudo que está acontecendo só soma ao futebol. Que isso nos ajude a crescer cada vez mais.

Com sete pontos em quatro jogos, o São Paulo veio se recuperando na competição e agora soma duas vitórias, um empate e uma derrota. Melhorando jogos após jogo, as tricolores terão um desafio difícil na próxima rodada, marcada para depois da Data FIFA, já que enfrentam o Palmeiras fora de casa no domingo (15). Para Glaucia, o Tricolor vai brigar pela taça até o fim.

– Nossa equipe está amadurecendo. Tivemos uma sequência ruim de dois jogos sem vencer no início, mas não são essas partidas que definem se somos as melhores ou piores. O treinador falou que precisávamos erguer a cabeça e isso seria mais um obstáculo para trabalharmos buscando melhorar. Evoluímos muito. Temos meninas bem jovens e outras experientes. Nossa expectativa é alta, pois estamos crescendo como equipe e clube. O torneio é bem forte, a A-1 conta com grandes times e atletas. Precisamos almejar o título Paulista e Brasileiro, pois somos time grande e ter metas altas é fundamental. Vamos dando um passo de cada vez, tendo em mente que vamos subindo os degraus buscando o topo. Estamos vindo fortes para que possam nos enxergar como um grupo bem competitivo. Que seja um ano glorioso, pois nós e a torcida merecemos.

Newsletter

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *