Diário Carioca Google News

Depois de seis meses fechado, o Museu de Arte do Rio de Janeiro voltou a receber visitantes, mas apenas com agendamento prévio.

Instalado na zona portuária carioca, o MAR também limitou o espaço de visitação e neste momento permitirá apenas o acesso a duas exposições temporárias que estão sendo lançadas.

A mostra “Casa Carioca” apresenta 800 obras de dezenas de artistas relacionadas às habitações e aos modos de viver na cidade do Rio de Janeiro. A exposição foi montada como parte da programação cultural do Congresso Mundial de Arquitetos, adiado deste ano para o próximo por causa da pandemia de coronavírus, e já teve algumas exibições online.

A outra exposição que reabre o MAR é “Memória, Viagem e Água” e reúne três instalações da artista Aline Motta. Ela discute as relações desiguais da sociedade brasileira, a partir da sua composição familiar, parte portuguesa, parte africana e afro-brasileira.

Para ver de perto esses trabalhos o visitante precisa agendar dia e horário, gratuitamente, pelo próprio site do MAR www.museudeartedorio.org.br. O acesso é limitado a 60 pessoas em cada um dos três horários diários disponíveis: 10h, 14h e 16h.

E para garantir a segurança do público, o museu estabeleceu outras medidas sanitárias, como o uso de máscara cobrindo o nariz e a boca é obrigatório o tempo todo e em todos os espaços. Além disso, os visitantes devem manter ao menos 2 metros de distância uns dos outros. Os bebedouros não estarão funcionando, e por isso será permitida e entrada com garrafas de água com tampa.

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo