Capítulo 145, segunda-feira, 08 de março – Almeida manda matar todos os escravos do quilombo. Rosalinda conversa com Dália enquanto decora a pensão com flores e diz que vai perdoar Loreto. Miguel beija Juliana e se despede indo a caminho da Câmara. Kamau o alcança e pergunta se não quer que vá junto. Miguel aconselha Kamau ficar ao lado de Juliana, pois é impossível prever o que poderá acontecer. Miguel diz a Kamau que se até o final da tarde não voltar, é sinal que deu tudo errado. Almeida conduz uma charrete por uma estrada. Alguns instantes e Miguel surge na frente dele, a cavalo. Miguel já aponta uma arma para Almeida. Maria Isabel está ansiosa a espera de Miguel e anda de um lado ao outro pela sala. Batidas na porta, é Loreto. Maria Isabel fica decepcionada pensando que fosse Miguel. Loreto diz que precisava falar com Almeida, mas Maria Isabel diz que ele foi até a corte. Em seguida, vem Esméria dizendo que tem assuntos pendentes a tratar. Maria Isabel e Loreto se surpreendem com sua chegada súbita.

Capítulo 146, terça-feira, 09 de março – Amanhece e Juliana está nervosa diante de Kamau que não tem notícias de Miguel. Kamau pede à Juliana que fique no quilombo enquanto ele vai até a Vila atrás de notícias. Guilherme, Tomás, Charles, Irani, Belezinha e Zé Leão estão com mais alguns populares diante de um falatório generalizado. Guilherme diz que a prisão de Nestor foi arbitrária e que ele já deveria estar solto. Zé Leão diz que ele merece um julgamento digno e que não sairão de lá sem ele. Loreto entra e pede respeito e ordem. Guilherme diz que enquanto a Câmara for comandada por um homem sem integridade, se referindo a Almeida, mas é interrompido por Loreto que diz que Almeida não será mais o presidente da Câmara. Irani pergunta sobre Nestor, e ele aparece livre e todos se surpreendem. Belezinha se joga nos braços de Nestor e todos a seguem nos cumprimentos e abraços. Loreto entra e já abre a cela de Almeida que olha para Miguel, vitorioso. Dois soldados já surgem e algemam Almeida.

Capítulo 147, quarta-feira, 10 de março – Loreto diz a Almeida que ele será levado imediatamente para a corte onde será julgado por representantes da Coroa. Catarina não aceita a comida que Osório tenta forçá-la a comer. Ela é acorrentada e fica desesperada. Osório tenta pegá-la a força. Kamau chega e manda que largue Catarina e diz que voltou para acabar com ele. Loreto encara Miguel ainda preso e diz que nada munda em relação a situação de Juliana, que ela é escrava e pertence ao comendador e que Miguel deve entregá-la ou também será condenado à morte. Maria Isabel entra, agitada, perguntando o que está acontecendo. Loreto explica os crimes que Almeida cometeu e Maria Isabel fica satisfeita. Ela diz que, com a ausência da mãe, de Teresa e Leôncio ainda criança, seria a responsável por responder tudo o que diz respeito ao Engenho do Sol, incluindo os escravos. Miguel pergunta onde Maria Isabel quer chegar. Maria Isabel diz que Juliana pertence a ela e que ele precisa voltar logo. Miguel diz que jamais ficará com ela. Maria Isabel interrompe e revela que não quer nada com Miguel, que ele não merece seu amor. Maria Isabel exige a Loreto que Miguel entregue Juliana ou seja condenado à morte. Tia Joaquina aconselha Teresa a perdoar Maria Isabel. Sem saber quem é, Maria Isabel foge da casa grande e esbarra em sua própria filha.

Capítulo 148, quinta-feira, 11 de março – Com emoção, Átila descobre que sua filha é Dorinha. Esméria conta toda a verdade sobre a morte do pai de Maria Isabel. Esméria implora para que Teresa não venda sua irmã Catarina. Teresa descobre que Maria Isabel é a assassina de seu pai e se revolta. Após ser entregue por Esméria, Maria Isabel promete vingança. Maria Isabel recebe ajuda da filha. Teresa e Guilherme relembram amor do passado. Genésio compra a liberdade de Catarina. Catarina recebe sua carta de alforria e, finalmente, está livre. Loreto e Rosalinda se entendem. Em parto arriscado, Juliana dá à luz Isaura com a ajuda de Irani e Miguel. Maria Isabel vê no parto prematuro de Juliana o momento perfeito para se vingar. Tentando descobrir o paradeiro de Juliana, Almeida chicoteia Kamau. Temendo a morte durante o parto, Juliana implora que Irani priorize a vida de Isaura. Após muitos anos, Átila fica frente a frente com sua verdadeira filha, Dorinha. Pai e filha finalmente puderam se abraçar. Após briga, Kamau mata Osório, mas não aguenta os ferimentos e morre. Com Isaura nos braços, Miguel comemora: “Uma história de amor que vai ganhar uma nova personagem”.

Capítulo 149, sexta-feira, 12 de março – Maria Isabel rapta Isaura e faz promessa: “Nós três seremos uma família”. Miguel e Juliana percebem que Isaura sumiu. Juliana pede ajuda ao Cavaleiro Mascarado para encontrar sua filha Isaura. Coronel Quintiliano atira em Cavaleiro da Mancha e descobre que é Filipa, sua própria filha. Após ser atingida, Filipa implora: “Essa gente não pode ser tratada como mercadoria”. Almeida atrai Juliana para emboscada e tenta mata-la, mas ela foge. Miguel implora que Maria Isabel devolva Isaura, mas vilã não a entrega. Maria Isabel ameaça jogar Isaura na fogueira. Maria Isabel confessa todos os seus pecados e morre queimada. Juliana deixa carta emocionante para sua filha Isaura e para Miguel. “Eu perdoo todos os que me fizeram mal”, diz Juliana antes de morrer. Comendador Almeida é mandado para a África para pagar pelos seus crimes. Tia Joaquina lamenta a morte de Juliana e conhece a pequena Isaura.

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo