Diário Carioca Google News

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou uma retomada dos testes com a CoronaVac, vacina chinesa contra o coronavírus . As apostas em voluntários brasileiros foram interrompidos na segunda-feira (9), após a morte de um dos participantes do estudo. A decisão causou polêmica com o Instituto Butantan , que conduz as pesquisas no Brasil e divulgou na terça-feira (

), que o óbito não tinha relação com o imunizante.

Entenda: Morte de voluntario que testava a CoronaVac foi suicídio, diz jornal

Desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, uma substância sendo testada no Brasil por meio de um acordo com o governo de São Paulo. Por conta de embates políticos com o governador João Doria, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizou o Ministério da Saúde a firmar um acordo de intenção de compra da substância para Inclusão no Programa Nacional de Imunização . Ele chegou a comemorar a decisão da Anvisa como uma vitória pessoal.

Nesta quarta-feira ( ), a Anvisa divulgou nota afirmando que liberou a retomada dos estudos clínicos. Segundo o texto “A ANVISA entende que tem subsídios suficientes para permitir a retomada da vacinação e segue acompanhando uma investigação do desfecho do caso para que seja definida a possível relação de causalidade entre o EAG inesperado e a vacina “.

Suspensão da vacina: credibilidade da Anvisa é questionada por suposto uso político

A causa da morte do voluntário não foi divulgada por nenhum órgão oficial. De acordo com informações do Jornal da Tarde , em parceria com a TV Cultura , o motivo do óbitos teria sido suicídio. O diretor da Anvisa, Antonio Barra Torres, disse que essa informação não havia sido repassada à agência. Já o Butantan ressaltou que a notificação foi repassada duas vezes nesta semana.

Bolsonaro mente

Além de ter comemorado a decisão da Anvisa, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também divulgou informações falsas sobre a vacina nas redes sociais. a substância de “vacina do Doria”. Não há nenhum relato de que a CoronaVac teve efeito os efeitos re latados pelo presidente. Bolsonaro também não informou de onde tirou as informações que publicou.

As afirmações foram feitas horas antes de o presidente chamar o Brasil de “país de maricas” e reclamar que se fala muito sobre a covid. O coronavírus já matou mais de 1,2 milhões de pessoas no mundo todo e infectou mais de 51 milhões. O Brasil é o segundo país com o maior número de óbitos e o terceiro no total de infectados. Quase 51 mil pessoas já morreram no país por causa da doença.

Edição: Rodrigo Chagas


Newsletter

Mais Noticias

Flávia Garrafa volta em cartaz com o solo Fale Mais Sobre Isso

A comédia discute a capacidade e o desejo de mudança das pessoas que procuram a psicoterapia. Em cena, uma psicóloga trabalha as questões de quatro de seus pacientes que acabam por decifrar suas próprias emoções. Essa nova temporada é uma homenagem à Kuka Anunciatto, assistente de direção do espetáculo, que faleceu em maio de 2021

Surfe: Cerveja Enseada cria evento de ondas grandes

O Big Wall Enseada é um desafio criado em parceria com a Associação de Surfe de Saquarema para promover o desenvolvimento do esporte na região durante o inverno e a primavera. Por ser um evento virtual, está afastada qualquer possibilidade de aglomeração. O julgamento da performance dos atletas é feito através de registro em vídeo

Brasil de Fato

Agência Brasil de Fato traz notícias do Brasil e do mundo, a partir de uma visão popular. Notícias, entrevistas e artigos de opinião