Diário Carioca Google News

Uma das corridas de rua mais tradicionais do mundo, a Maratona de Nova York (Estados Unidos), está oficialmente cancelada este ano, assim como a Maratona de Berlim (Alemanha).  Os organizadores dos eventos decidiram suspender as provas para evitar o risco de disseminação do novo coronavírus (covid-19). 

Inicialmente marcada para o dia 10 de novembro, a 50ª edição da Maratona de Nova York tinha a expectativa de reunir 50 mil atletas, dez mil voluntários e quase 1 milhão de espectadores. Os inscritos na maratona NY poderão solicitar reembolso da taxa de inscrição, ou aguardar para participar da maratona em 2021.

O prefeito de Nova Yor, Bill de Blasio, aprovou o cancelamento. “Aplaudo a decisão de priorizar a saúde e a segurança dos espectadores e dos corredores”. A cidade Nova York registrou, desde o início da pandemia, mais de 212 mil casos confirmados e 17.591 mortes por covid-19, e as autoridades públicas ainda temem uma segunda onda de contágio.

Na Alemanha, a Maratona de Berlim estava programada para 27 de setembro. O número de casos confirmados de covid-19 na capital alemã era de 7.916 e 211 mortes até ontem (23). Desde 2003, a prova de Berlim já foi palco de sete recordes. O último deles foi cravado na edição de 2018  pelo queniano Eliud Kipchoge, que completou a prova em 2 horas, um minuto e 39 segundos.

Newsletter

Mais Noticias

Lo que no dicen de Cuba

No empezó con Biden, hay que decir. Desde el 2017 vienen martillando la falacia de un estallido social en Cuba con su solución mágica, la “intervención humanitaria”

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo