- Publicidade -

Deputados cobram explicações sobre paralisação do Hospital Eduardo Rabello

- Publicidade -

Deputados reuniram-se nesta quinta-feira (11/03) com integrantes da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e servidores do Hospital Estadual Eduardo Rabello, em Campo Grande, Zona Oeste da capital fluminense, para discutir a paralisação da unidade, por problemas estruturais do prédio, anunciada pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves. Durante o encontro, foi decidido que após a instalação da Comissão de Saúde da Casa, na próxima semana, será realizada uma reunião com representantes da SES e da Emop (Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro, responsável pela emissão de laudo técnico conclusivo a respeito da estrutura), para que haja rapidamente um parecer sobre as condições do hospital.

A deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) questionou a atuação da SES diante da paralisação. “Qual o planejamento feito pela secretaria em relação aos funcionários? Eu já trabalhei em hospital em obra, inclusive a emergência foi transferida para outra ala, e o hospital não parou. Como será feita a transferência de funcionários a outras unidades, em plena pandemia?”, questionou. Os deputados solicitaram à SES que, até a reunião com a EMOP, não seja feita qualquer alteração no quadro de funcionários da unidade.

- Advertisement -

À frente da Subsecretaria Executiva da SES, Leonardo Ferreira garantiu que não haverá decisões arbitrárias em relação a transferência de funcionários. “Nenhum funcionário será realocado por decisão unilateral. Vamos fazer uma comissão com servidores e decidir conjuntamente. Iremos fazer a realocação analisando o contexto, de acordo com o local de moradia de cada um”, frisou. Ele também esclareceu como está sendo avaliada a segurança da estrutura do hospital. “Em julho de 2020 a Defesa Civil municipal e a EMOP emitiram um laudo que informava que não há risco iminente, mas há risco potencial. Em fevereiro deste ano fizemos uma vistoria e percebemos que houve evolução de problemas estruturais gritantes. Foi detectado que era necessário um estudo técnico feito por calculistas, para garantir a segurança. Não temos estes especialistas, e solicitamos à Emop. Como eles também não possuem, iniciou-se no dia 06 de março um prazo de 120 dias para a contratação e entrega do laudo. Então saberemos se podemos reabrir o hospital e continuar, com uma reforma estrutural”, informou o subsecretário.

O deputado Flávio Serafini (PSol) se mostrou insatisfeito com a forma que a questão está sendo tratada. “Nós também queremos um hospital de referência, mas o processo está sendo atropelado. Um problema que já foi detectado há meses teve medidas muito importantes decididas rapidamente na última semana”, criticou. Presidente da comissão na última legislatura, a deputada Martha Rocha (PDT) também esteve presente, assim como o presidente do IASERJ (Instituto de Assistência dos Servidores do Estado, pertencente à SES, e que gerencia o Hospital Eduardo Rabello), Alexandre Maurity

- Publicidade -
- Publicidade -

Falando Nisso...

Firjan: PIB fluminense cresce 1,7% no segundo trimestre do ano

Resultado confirma dinamismo da economia no estado frente a economia nacional. Com avanço na vacinação, federação projeta o Produto Interno Bruto do Rio de Janeiro em 4,2% em 2021

Empresas no RJ apostam na divulgação com vídeos online em busca de maior alcance

O mercado no Rio de Janeiro está ficando cada vez mais digital, e alguns números recentes divulgados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Porno Gratuit Porno Français Adulte XXX Brazzers Porn College Girls Film érotique Hard Porn Inceste Famille Porno Japonais Asiatique Jeunes Filles Porno Latin Brown Femmes Porn Mobile Porn Russe Porn Stars Porno Arabe Turc Porno caché Porno de qualité HD Porno Gratuit Porno Mature de Milf Porno Noir Regarder Porn Relations Lesbiennes Secrétaire de Bureau Porn Sexe en Groupe Sexe Gay Sexe Oral Vidéo Amateur Vidéo Anal