25.7 C
Rio de Janeiro
sábado, dezembro 5, 2020
- Publicidade -

Coluna – Games em português ainda são incomuns no Brasil

- Publicidade -
- Publicidade -

Uma das qualidades mais inerentes à arte dos videogames é a imersão e interatividade. Nos games, você é o herói da história e determina como e quando os enredos se desenvolvem. É claro que somos limitados pela criatividade dos desenvolvedores dos jogos mas, ainda assim, os jogos eletrônicos oferecem uma liberdade incomum a outros tipos de mídia.

Mas é possível gerar identificação quando jogamos com áudio e textos em uma língua estrangeira? A maioria dos games a qual temos acesso aqui no Brasil oferece apenas versões em inglês. Embora a língua inglesa seja uma presença praticamente mandatória em qualquer área profissional e até social, a verdade é que a maioria da população do país não sabe se comunicar no idioma de Shakespeare. Segundo um levantamento da British Council, instituição pública do Reino Unido focada na difusão da língua e cultura inglesa, apenas 5% dos brasileiros falam inglês. Quem joga videogame sabe que é possível se divertir com a maioria dos jogos mesmo sem entender uma palavra do que é lido ou escrito. Ainda assim, deixar de apreciar a narrativa por inteiro em jogos como Chrono Trigger ou Persona 5 é perder uma grande parte do charme por trás dessas obras.

- Publicidade -

Jogos com opção de menus, legendas e dublagem em português eram raríssimos até uns dez anos atrás. Contavam-se nos dedos os títulos disponíveis na língua portuguesa que não fossem de futebol. Vale mencionar o esforço especial da Tec Toy em traduzir e até desenvolver jogos em português para o Master System e Mega Drive nos anos 90, incluindo Phantasy Star, Shining in the Darkness e Yu Yu Hakusho: Sunset Fighters. Outras empresas, no entanto, não ousavam apostar em uma localização, como é conhecido o trabalho que inclui não só a tradução, mas também a adaptação de diálogos e, em alguns casos, até mesmo gameplay e design de personagens para a nossa cultura.

O motivo apontado sempre foi o alto custo desse processo. Muitos jogos são notórios por incluírem scripts gigantescos, na casa das centenas de milhares de palavras, algo comum em jogos de RPG e visual novel. Mas mesmo títulos de outros gêneros como Metal Gear Solid 4 e Shenmue trazem um volume de palavras em inglês superior a clássicos da literatura famosos pela prolixidade, tal qual A Odisseia ou qualquer livro da saga Senhor dos Anéis.

A solução encontrada por muitos jogadores brasileiros é apelar para a pirataria: existe uma grande comunidade de fãs que traduzem os jogos de forma não-oficial e os disponibilizam gratuitamente pela internet, movidos apenas pela paixão. Mesmo os jogos obtidos legalmente conseguem se beneficiar disso, por meio de pacotes de atualização que podem ser aplicados sobre os arquivos originais. Até hoje, essa é a única maneira de experimentar na nossa língua os jogos Grand Theft Auto IV, Super Mario RPG, Final Fantasy VII, The Legend of Zelda: Breath of the Wild e God of War 2, entre outros. Em alguns casos, é disponibilizada até mesmo uma dublagem não-oficial.

Com o amadurecimento do mercado nacional, diversas publicadoras estrangeiras passaram a investir no processo de localização. Microsoft, Sony, Namco Bandai, Warner Bros Games e Ubisoft foram algumas das empresas que passaram a lançar seus principais títulos na nossa língua, por vezes apenas com legendas e menus traduzidos, outras com dublagem oficial realizada aqui no Brasil. Em alguns casos, é desenvolvido até mesmo material direcionado ao público brasileiro, como o pacote de roupas especial em homenagem ao Brasil em Mortal Kombat X.

Uma ausência notável é a Nintendo: a relação da gigante japonesa com o mercado brasileiro sempre foi bastante inconstante. A casa da Mario inclusive saiu oficialmente do mercado brasileiro em 2015, e só retornou no último mês de agosto. Durante esse hiato, a única forma de conseguir seus produtos no Brasil era por meio do mercado cinza ou importação, quando não a pirataria de games. Jogos da Nintendo com versões em português simplesmente não existem, algo lamentável quando leva-se em conta que os games da companhia, em sua maioria, miram o público infantil. E essa é uma prática que não deve acabar no curto prazo, segundo declarações recentes da diretora de marketing para a América Latina, Romina Whitlock, em entrevistas para a imprensa brasileira. A exceção são os jogos para celular da empresa, como Super Mario Run e Mario Kart Tour, que já podem ser apreciados na nossa língua. A Nintendo no entanto afirma reconhecer a demanda por jogos da companhia em português.

Enquanto isso, o jeito é se virar em outras línguas. Para quem busca imersão, vale uma dica pessoal: experimente jogar com legendas em português e vozes em outras línguas além do inglês. Dependendo da narrativa, a imersão é potencializada com essa decisão. Perambular pela Itália renascentista com Ezio em Assassin´s Creed II e Brotherhood é muito mais envolvente com diálogos em italiano. O mesmo pode ser dito pelo uso de vozes em japonês nas franquias ambientadas no Japão Yakuza e Persona, ou o russo na série Metro, ambientada em Moscou.

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Veja Também

Últimas Notícias

Aterro do Flamengo ganha arena para prática de esporte e lazer

Arena Unimed Aterro oferece aulas gratuitas de diversas modalidades com inscrição online e infraestrutura completa para a prática de atividades

Ceia de Natal do Salete tem Pratos Clássicos do Restaurante Tijucano

As encomendas podem ser feitas por telefone (2264-5163 ou 2214-0408) até o dia 21, para o Natal, e até o dia 28, para o Réveillon.

Amir, tradicional restaura libanês de Copacabana, oferece ceias de Natal por encomenda

As encomendas podem ser feitas até o dia 22, para o Natal, e até o dia 29, para o Réveillon, e entregues em toda a zona sul.

Dani Calabresa detalha assédio sexual de Marcius Melhem em reportagem da Piaui

A primeira vez foi numa festa de confraternização da Globo. Dani Calabresa estava num palco de karaokê e o diretor Marcius Melhem tentou beijá-la à força

Ataques ransomware, a moda do momento

Criada em Ribeirão Preto e agora com cinco unidades no Rio de Janeiro, rede já inaugurou 32 unidade só em 2020 ao redor do Brasil

Horóscopo de sábado 05 de dezembro de 2020

Confira a previsão do horóscopo do dia 05 de dezembro de 2020 e fique por dentro de tudo o que o seu signo lhe reserva para o amor, dinheiro e saúde.

Pré-matrículas para escolas estaduais começam nesta sexta

São mais de mil unidades com oportunidades disponíveis, e inscrições devem ser feitas pelo site www.matriculafacil.gov.br

Uerj completa 70 anos de historia

Instituição tem mais de 34 mil alunos e atua no desenvolvimento do estado

Ávine lança o álbum “Ávine Love” com o single “Melhor Que Eu”

Composto por 10 faixas, artista mostra que é eclético com versões de "Tá Vendo Aquela Lua", "Quando a Chuva Passar", "Mulher de Fases", "Pescador de Ilusões", "Primeiros Erros", entre outros sucessos

Bondinho do Pão de Açúcar recebe Papai Noel neste fim de semana

Durante todo o final de semana, o Papai Noel fará do Bonde de 1972, no Morro da Urca, o seu próprio Home Office. O novo quarto do Papai Noel estará em clima natalino, pronto para receber a todos para um encontro emocionante, mas com distanciamento social.

Diogo Nogueira lança o single “Bota Pra ar Tim Maia”

Foi assim com “Pé na Areia”, que desde o início parecia ter todos os ingredientes para ser um grande sucesso. E foi, ou melhor, ainda é o maior hit do cantor Diogo Nogueira, com mais de 60 milhões de views no YouTube.

Vasco da Gama pode demitir Sá Pinto e tentar a volta de Luxemburgo

Com mais uma campanha pífia no futebol, a diretoria do clube, que encerra seu mandato em janeiro, está pressionada e fez duras cobranças a comissão técnica e aos jogadores do elenco ainda no vestiário de São Januário.

Rio Music Market anuncia artistas selecionados para showcases

Anderson Primo, Imperador Sem Teto, Liz Rosa e Samba Nonsense farão apresentações no palco principal do Vivo Rio, com transmissão ao vivo gratuita e aberta ao público no canal oficial da Associação Brasileira da Música Independente no Youtube.
- Publicidade -