Laís Nunes conquistou o título do Torneio Internacional Dan Kolov – Nikola Petrov, neste sábado (10.04), em Plovdiv, na Bulgária. A goiana venceu as quatro lutas que disputou na categoria até 62kg do estilo livre feminino para ficar com o título inédito na carreira e na história do wrestling brasileiro. A equipe brasileira ainda conquistou a prata com Kamila Barbosa na categoria até 50kg e Giullia Penalber até 57kg. A delegação nacional contou ainda com o treinador Pedro Garcia e com a fisioterapeuta Roberta Mattar.

“Este título é muito Importante para minha preparação olímpica. Poder acumular o máximo de combates possíveis, testar o que tenho trabalhado e saber o que preciso melhorar foi o objetivo da competição”, celebrou Laís.

Kamila Barbosa, Laís Nunes e Giullia Penalber. Foto: Confederação Brasileira de Wrestling/Divulgação

Ela estreou na sexta-feira com vitórias por 10 x 0 sobre Alina Antipova, da Letônia, e por 6 x 5 sobre a venezuelana Nathaly Herrera. No sábado, retornou ao tapete de lutas e venceu a colombiana, duas vezes medalhista olímpica (bronze em Pequim 2008 e Londres 2012) Jacqueline Rentería, por 9 x 0. Na última luta, saiu de uma desvantagem de 1 x 3 para a sueca Johanna Mattsson e virou para 4 x 3 para garantir a medalha de ouro.
Kamila Barbosa estreou na categoria até 50kg com vitória por encostamento sobre Jekaterina Jermalonoka, da Letônia e só parou diante da equatoriana, medalhista de ouro, Lucia Yepez, que a venceu por superioridade técnica (0 x 10). Jekaterina fechou o pódio da divisão de peso com a medalha de bronze.
“Estou feliz de poder subir ao pódio e compartilhar essa medalha com o povo brasileiro. Estou mais feliz ainda pela oportunidade de estar aqui, testando e preparando para o objetivo maior que é a classificação olímpica. Só tenho a agradecer a Deus, ao meu time São José Wrestling, ao Time Brasil e a CBW por poder estar aqui. Essa medalha vai para minha sobrinha Sarah, que faz aniversário hoje”, frisou Kamila.
Já Giullia Penalber venceu duas das três lutas que disputou na categoria até 57kg do estilo livre feminino. Na estreia, a carioca sofreu um revés de 5 x 0 diante da búlgara Bibyana Dudova, mas se recuperou para garantir a prata ao vencer as húngaras Ramona Galambos e Erika Bognar, por 5 x 2 e encostamento, respectivamente. Dudova ficou a com medalha de ouro, Giullia com a prata e Galambos com o bronze.
O wrestling brasileiro possui três atletas classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Eduard Soghomonyan até 130kg do estilo greco-romano; Laís Nunes até 62kg e Aline Silva até 76kg, ambas no estilo livre feminino.
O número pode aumentar no Pré-olímpico Mundial, em Sofia, na Bulgária, no mês de maio, que vai classificar dois atletas em cada categoria olímpica. Giullia Penalber e Kamila Barbosa vão seguir no país europeu em treinamento para esta competição.

Fonte: Confederação Brasileira de Wrestling

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo