28.2 C
Rio de Janeiro
5 dezembro, 2021

COI pede para cada esporte validar mudanças de sexo sem discriminação

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Redação Central, 16 nov (EFE).- O Comitê Olímpico Internacional (COI) convidou nesta terça-feira cada federação a estabelecer suas regras para validar as mudanças de sexo e permitir que cada atleta possa competir em qualquer especialidade, desde que não coloque outros competidores em desvantagem.

- Publicidade -

O COI anunciou a publicação de uma nova estrutura sobre equidade, inclusão e não discriminação com base na identidade de gênero e variações sexuais, através da qual na qual a entidade está comprometida a impulsionar a igualdade.

- Publicidade -

Após um processo de consulta de dois anos envolvendo mais de 250 atletas e partes interessadas, o marco trouxe à tona alguns aspectos da igualdade de gênero no esporte e introduziu uma variação sobre como organizar a participação de atletas de gênero em diferentes esportes.

- Advertisement -

“O COI reconhece que deve caber a cada esporte e a seu órgão dirigente determinar como um atleta pode ter uma vantagem desproporcional em comparação com seus pares, levando em conta a natureza de cada esporte”, declarou o comitê internacional em comunicado.

“Portanto, o COI não está em condições de emitir regulamentos que definam critérios de elegibilidade para cada esporte, modalidade ou evento nas muito diferentes jurisdições nacionais e sistemas esportivos”, completa a nota.

O comitê internacional acrescenta que o objetivo da estrutura será fornecer aos órgãos esportivos uma abordagem de dez princípios para ajudá-los a desenvolver critérios aplicáveis a seu esporte. Todos deverão considerar aspectos éticos, sociais, culturais e legais particulares que possam ser relevantes em seu contexto.

O documento foi elaborado após consulta a 250 atletas e federações internacionais, organizações esportivas, especialistas em direitos humanos, juristas e médicos. Ele substitui e atualiza declarações anteriores do COI sobre essa questão, incluindo a Declaração de Consenso de 2015.

“Esta estrutura reconhece tanto a necessidade de garantir que todas as pessoas, independentemente de sua identidade de gênero ou variações sexuais, possam praticar esportes em um ambiente seguro e livre de assédio que reconheça e respeite suas necessidades e identidades, quanto o interesse de todos – particularmente os atletas de elite – em participar de competições justas nas quais nenhum participante tenha uma vantagem injusta e desproporcional sobre os outros”, detalha o comunicado.

O COI também deixou claro que a maioria das competições esportivas de alto nível são organizadas com as categorias masculina e feminina competindo separadamente. Nesse contexto, os princípios contidos na estrutura visam assegurar que a competição em cada uma das categorias seja “justa e segura” e que os atletas não sejam excluídos “somente com base em sua identidade transgênero ou variação de gênero”.

“Quando forem estabelecidos critérios de elegibilidade para regulamentar a participação nas categorias feminina e masculina, o estabelecimento e aplicação de tais critérios deve ser realizado como parte de uma abordagem abrangente baseada no respeito aos direitos humanos internacionalmente reconhecidos, em provas sólidas e em consultas com os atletas. Ao fazer isso, devem ser tomadas precauções para evitar causar danos à saúde e ao bem-estar dos atletas”, diz o relatório.

Por fim, o COI observou que a estrutura foi elaborada levando em conta as necessidades específicas das competições esportivas organizadas de alto nível, os princípios gerais de inclusão e não discriminação que “devem ser promovidos e mantidos em todos os níveis do esporte”. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Redação do Diário Cariocahttps://diariocarioca.com
Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

EE.UU. prevé permitir viajes desde Sudáfrica en “un periodo razonable de tiempo”

Washington, 5 dic (EFE).- El principal epidemiólogo del Gobierno estadounidense, Anthony Fauci, señaló este domingo que espera que EE.UU. revise sus restricciones de viaje...

Cuba registra 88 nuevos casos de covid-19 y dos muertes

La Habana, 5 dic (EFE).- Las autoridades sanitarias cubanas informaron este domingo que en las 24 horas previas se identificaron 88 nuevos casos por...

Portugal, con muertes en máximos de marzo, refuerza a vacunados de Janssen

Lisboa, 5 dic (EFE).- Portugal notificó hoy 23 fallecimientos por covid-19, un nuevo máximo desde el mes de marzo, en una jornada en la...

Unas 8.000 personas se manifiestan en Bruselas contra las medidas anticovid

Bruselas, 5 dic (EFE).- Unas 8.000 personas recorrieron hoy las calles de Bruselas en protesta contra las medidas sanitarias para contener el coronavirus y...

Paulo Guedes diz que subida dos juros deve provocar desaceleração na economia

O ministro da economia, Paulo Guedes, reconheceu que a subida dos juros para combater a inflação vai provocar uma desaceleração na economia
- Publicidade -

Gávea recebe Festival de Humor

Reunindo alguns dos principais nomes do standup comedy nacional em uma só noite, o Festival de Humor 2021 acontece na Gávea, no Teatro Clara Nunes
- Publicidade -