Diário Carioca Google News

A Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis (FITA) poderá ser declarada Patrimônio Histórico, Cultural e Imaterial do Estado. Proposto pelo projeto de lei 4172/2021, da deputada Célia Jordão (Patriota), o título foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) na sessão desta quarta-feira (23/06). 


Criada em 2004, no município de Angra dos Reis, a FITA é considerada um dos maiores festivais de teatro do país. Na sessão, a parlamentar lembrou do início do evento e ressaltou que o título aprovado pela Alerj é uma forma de reconhecer a importância da cultura para a população.


“A FITA nasceu de uma iniciativa ousada do jornalista João Carlos Rabelo, do Jornal Maré e da Rádio Angra. E, desde o início, conta com público excepcional, milhares de pessoas de todo estado do Rio de Janeiro. A cultura contribui para o desenvolvimento econômico e para o turismo, e o reconhecimento dessa Casa é fundamental para que ela se mantenha por muitos  anos no calendário”, afirmou Célia Jordão. 


No texto de justificativa, a deputada havia também destacado o quanto o evento se reinventou na edição de 2020, durante a pandemia.  A FITA apresentou peças de forma híbrida, com sucesso garantido.


“Os organizadores da festa tiveram um esforço ímpar para levar ao público uma nova forma de participar e assistir suas peças favoritas. O título de patrimônio do estado também é uma forma de homenagear os profissionais. A cultura precisa ser sempre celebrada e mantida viva”, enfatizou Célia Jordão. 


O projeto de resolução autoriza ainda o Poder Público a celebrar convênios com entidades ligadas à cultura, ao turismo e ao lazer para incentivar o conhecimento e apreciação das artes cênicas

Newsletter

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *