14.5 C
Rio de Janeiro
- Publicidade -

FMI prevê baixo desempenho da economia e aponta dívida pública como vilã

- Publicidade - Diário Carioca Google News

A economia brasileira tem apresentado desempenho abaixo das expectativas e do potencial do país, com projeções nada animadoras para o futuro. A análise é do Fundo Monetário Internacional, o FMI, publicada em um artigo sobre a economia brasileira nesta semana.

O FMI estima que o Produto Interno Bruto, a soma de todas riquezas do país, tenha crescimento de pouco mais de um por cento e meio neste ano, e dois e meio por cento em 2019.

A dívida pública federal é um dos fatores que influenciam na estagnação da economia brasileira, de acordo com o FMI. O Tesouro Nacional estimou, em janeiro, que a dívida federal pudesse terminar o ano de 2018 em quatro trilhões de reais. No ano passado, a dívida era de pouco mais de três trilhões e meio de reais.

No texto publicado, o fundo monetário recomenda que o governo Federal continue com as reformas para equilibrar as finanças do país. O FMI destaca ser de “suma importância” que o governo promova consolidação fiscal contínua e a sustentabilidade do sistema previdenciário. O caminho, para isso, seria por meio das reformas da Previdência e Tributária, atualmente paradas no Congresso Nacional.

O economista Carlos de Freitas entende que a dívida pública é um problema que precisa ser resolvido logo. Ele é a favor da aprovação das reformas, no entanto, ressalta que os temas são complexos e precisam ser analisados um por um, com responsabilidade.

“É um problema que os economistas estão prestando atenção já há algum tempo e a dívida pública tem crescido, de fato, em uma proporção que causa preocupação. É preciso corrigir essa trajetória. A correção por meio das reformas é urgente, é fundamental para que a economia ande. Agora, a problemática tem várias facetas e precisa ser atacada com transparência pelo novo governo”.

MAIS: Greve dos caminhoneiros provocou queda generalizada nas indústrias do país, aponta IBGE

MAIS: Congresso aprova LDO e derruba proibição de reajuste de salários dos servidores públicos

O ex-ministro da Fazenda e pré-candidato à presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, lembra que o país controlou recentemente uma queda histórica da economia.

Mas, as propostas apresentadas pelos outros candidatos à presidência, que ele classifica como representantes dos extremos de direita e esquerda, têm reflexo nas previsões de crescimento da economia de forma negativa.

“Nós tivemos uma queda do PIB de 3,5%, em 2016. Cresceu 1%, em 2017. Portanto, uma mudança para melhor de 4,5%. É muito. As razões de que o crescimento deve ser um pouco menor são, exatamente, as propostas radicais e irresponsáveis de alguns candidatos, que estão propondo, inclusive, voltar atrás e fazer tudo aquilo que foi feito no governo da Dilma, e que levou o Brasil para a recessão”.

Números do IBGE mostram que a produção industrial teve queda de quase 11%, em comparação com dados do mês de abril. Esse foi o pior resultado desde dezembro de 2008.

Os recuos mais acentuados na produção industrial foram registrados em Mato Grosso, com menos 24 por cento, Paraná com quase 18 e meio por cento negativos, Bahia e Santa Catarina com menos 15 por cento. São Paulo e Rio Grande do Sul tiveram perdas na produção de 11 por cento.

Reportagem, Cristiano Carlos

#Eleições2018

Marcus D´Almeida se despede da Olimpíada em 9º no tiro com arco

O arqueiro carioca Marcus D´Almeida perdeu para o italiano Mauro Nespoli por 6 a 0 nas oitavas de final do tiro com arco...

Fiocruz entrega 2,2 milhões de doses de vacinas ao PNI

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou 2,2 milhões de doses da vacina contra a covide -...

Butantan pede permissão à Anvisa para aplicar CoronaVac em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) hoje (30) o pedido do Instituto Butantan para ampliar a faixa etária de indicação da vacina...

Pará terá Forças Armadas no combate a crimes ambientais

O presidente Jair Bolsonaro autorizou a ampliação da utilização das Forças Armadas, no contexto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), para combater...

Inmetro vai instalar certificação em bombas de combustível

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) pretende instalar, em breve, certificação digital em bombas de combustível, nesta sexta-feira (30) o...

Série B: Goiás vence Operário-PR e assume vice-liderança

O Goiás derrotou o Operário-PR por 1 a 0, na tarde desta sexta-feira (30) no estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 15 ª rodada...

Decreto oficializa desbloqueio do Orçamento de 2021

Um decreto assinado hoje (30) pelo presidente Jair Bolsonaro oficializou o desbloqueio de todo o Orçamento de 2021. A liberação dos recursos...

MP prorroga vigência de medidas excepcionais durante uma pandemia

O governo federal editou hoje (30) a Medida Provisória N o 1. 059 de 2021, que garante a continuidade de medidas excepcionais...

Covid-19: mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões

O total de vidas perdidas para a covid - subiu para 555. 502. 502 . Em 18 horas, foram confirmadas 963...

Olimpíada: por vaga na semifinal, seleção pega Egito no futebol

Brasil e Egito se enfrentam na manhã deste sábado (30), a partir das 7h (horário de Brasília) no Estádio de Saitama, pelas quartas...

Estado do Rio tem queda de 27% sem número de mortos por covid-19

O estado do Rio de Janeiro teve uma redução de 27% não número de óbitos provocados pela covid - 19. As internações...

Covid-19: DF começa a vacinar pessoas a partir dos 30 anos na terça

Na próxima terça-feira (3), o Distrito Federal (DF) começa a vacinar contra a covid - 19 pessoas com idade a partir de 18...

Princípio de incêndio paralisa ao Metrô do Rio

Um princípio de incêndio no sistema de cabos paralisou totalmente o sistema do Metrô do Rio no fim da tarde desta sexta-feira (30)....

Covid-19: 40 milhões de pessoas estão totalmente imunizadas no país

Até esta sexta - feira (24), 37 milhões de pessoas recebidas como duas doses ou dose única da vacina...

Dólar ultrapassa R $ 5,20 e fecha julho com maior alta desde janeiro

Num dia marcado por tensões domésticas e externas, o dólar voltou a subir e ultrapassou a barreira de R $ 5, 20, com...

fethiye escort denizli escort denizli escort bayan diyarbakır escort diyarbakır escort bayan edirne escort edirne escort bayan erzincan escort erzincan escort bayan erzurum escort erzurum escort bayan gaziantep escort gaziantep escort bayan gümüşhane escort gümüşhane escort bayan hakkari escort hakkari escort bayan hatay escort hatay escort bayan ığdır escort ığdır escort bayan ısparta escort ısparta escort bayan istanbul escort istanbul escort bayan izmir escort izmir escort bayan karabük escort karabük escort bayan kars escort kars escort bayan kastamonu escort kastamonu escort bayan kilis escort kilis escort bayan kırıkkale escort kırıkkale escort bayan www.escortperl.com