Saiba tudo que precisa antes de comprar um apartamento na planta

Redacao
Redacao
Leia em 8 Min

Se você é uma das pessoas que cogita comprar um apartamento na planta, veja agora algumas dicas sobre as  vantagens e desvantagens de tomar essa decisão, além de muitas outras informações que podem te ajudar a decidir! Decidimos trazer esse questionamento pois sabemos que ele é comum para quase todos que estão em busca do sonho do próprio lar. Então tenha a resposta para essa questão agora e saiba porque escolher comprar um apartamento na planta em vez de comprar um imóvel já pronto. Veja!

Comprar ou não comprar um apartamento na planta?

Saiba que uma das maiores vantagens de adquirir um apartamento na planta e a questão principal que faz as pessoas optarem por esse tipo de imóvel é que eles são vendidos ainda em época de esboço e efetivação, assim oferecem valores mais baixos, alta valorização, condições mais viáveis de pagamento e a possibilidade de personalização. 


E além de tudo isso oferecido pela incorporadora, são também dispostas diversas exclusividades, como por exemplo, descontos em lojas parceiras de materiais de construção e móveis. E com isso tudo você acaba poupando  tempo e dinheiro com reformas e outras dores de cabeça de mudanças para locais que já foram moradia de outras pessoas. Assim sobrará tempo para arrumar as mudanças, levar mais tempo para pensar e montar a decoração e organizar tudo que for necessário e do seu desejo.

Já no caso das desvantagens de comprar um apartamento na planta trazemos para você alguns informações recolhidas de uma matéria incrível que vale a pena conferir no site UOL, veja: 

“Uma das grandes desvantagens e um   risco na hora de comprar um apartamento na planta é o de não receber, nesse caso a construtora pode quebrar, por exemplo. Embora o contrato preveja a entrega, pode haver disputa judicial de anos. Outra situação que pode haver é receber algo diferente do prometido, nesse caso os apartamentos na planta são exibidos em maquetes ou salas simuladas, mas uma das principais reclamações é com o resultado final. E também pode ainda possuir um valor maior, assim haverá reajustes que farão o valor subir. Por fim, você pode passar mais tempo pagando, apesar do ZAP estimar a conclusão de pagamento ficar entre 12 a 30 anos depois da entrega”.

Para isso, trazemos agora algumas dicas para você não falhar ao comprar um apartamento na planta: 

A primeira é visitar o apartamento decorado de exemplo que fica no terreno onde o edifício será construído. Também tenha em mente que é muito importante guardar todas as papeladas até a entrega do projeto, já que elas podem ser a sustentação de comparação entre o que foi prometido e o que foi entregue, inclusive os panfletos de exemplos gráficos. E saiba também como encontrar os representantes da construtora tendo seus contatos sempre atualizados, para que eles não sumam e sim fiquem à disposição para esclarecer dúvidas e mostrar detalhes da obra quando precisar.

Entenda antes de tomar a decisão que o custo-benefício de um imóvel na planta deve ser avaliado a partir de fatores como localização, tamanho, tempo para entrega da obra, qualidade dos acabamentos, benefícios do condomínio e o preço final da compra. Essa é uma análise que varia de imóvel para imóvel, mas é importante ponderar as opções no mercado em geral, o encarecimento e o rumo que você quer dar para a propriedade também devem ser considerados, como para o caso de ele ser destinado a aluguel para terceiros em vez de sua moradia própria.

Outra informação interessante que a matéria da UOL conta é que: 

“O principal erro do comprador de um apartamento na planta é só olhar para a parcela. Muitas pessoas pensam apenas no valor da parcela inicial, sem levar em consideração o já citado INCC ou as parcelas intermediárias. Assim é muito comum a pessoa ver o tamanho da parcela, e não a dívida total. Ela pensa que consegue pagar R$ 1.200 por mês, mas há o aumento do INCC. Depois de dois anos, está muito mais que R$ 1.200, mas ela continua só podendo pagar esse tanto e cria um problema. E também há o esquecimento das intermediárias, já que dependendo do reajuste, podem aumentar muito. Por isso, muitas pessoas acham que, depois de três anos, vão pagar só R$ 300 mil [no exemplo dos R$ 450 mil], mas não, a dívida é maior, porque o valor foi reajustado neste tempo”.

Possua muitas informações antes de tomar qualquer decisão

E as dicas não acabam por aqui! Pesquise também o histórico da construtora e da incorporadora e se há relatos de pessoas com problemas com eles que tenham sido divulgados na internet. Pois tenha consciência que a incorporadora é responsável por acordar os negócios que envolvem a planta, executar as vendas, negociações, formalização de registros e documentos. Enquanto a construtora realmente executa a obra nos moldes projetados. Veja se elas já tiveram problemas entre si durante a parceria. Por fim, verifique se o contrato comporta cláusulas de garantia ou proteção, porque algumas situações devem estar previstas no acordo de modo a proteger tanto o comprador, quanto a incorporadora e a construtora.

E solicite à incorporadora o memorial de anexação da obra, que agrega toda essa documentação e atesta a regularidade do projeto. Nos documentos, você encontrará o registro do projeto na prefeitura, a sua permissão, a descrição dos materiais e acabamentos utilizados, o comprovante de propriedade do terreno por parte da empresa e um detalhamento das áreas comuns e privativas. E assim verifique as condições de pagamento antes da compra e faça diversas simulações de financiamento para detectar muitas possibilidades. Saiba que a maioria dos grandes bancos oferecem esse ofício online pelo próprio site e não é necessário ser correntista para utilizá-lo.


E então, gostou das dicas? Para ter acesso a mais conteúdos como esse continue acessando o Blog Oficial da Dream Casa e fique atualizado sobre imóveis em todo o país, sobre corretores e também o mercado imobiliário em geral. Aproveite! 

Sobre a matéria da UOL: 

Reportagem de Lucas Borges Teixeira e edição de Armando Pereira Filho, COMPENSA COMPRAR APARTAMENTO NA PLANTA? VEJA VANTAGENS E DESVANTAGENS, Uol, 2019.

Veja em:

https://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2019/11/01/comprar-imovel-na-planta-vantagens-desvantagens.htm?cmpid=copiaecola

Compartilhe
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.