14.9 C
Los Angeles
domingo, fevereiro 5, 2023

Bloco Vira Lata arrasta multidão em São Conrado

Com muitos foliões animados o um clima de tranquilidade o bloco levou alegria para cariocas e turistas que desfrutaram das festa tão aguardada após dois anos.

Bloco Mini Seres do Mar anima a criançada em Santa Teresa

Mesmo com o forte calor na Cidade Maravilhosa, pais e filhos puderam brincar e exibir suas fantasias pelo bairro mais charmoso da capital carioca.

Lexa prega o amor livre e reúne 50 mil foliões no Rio de Janeiro

Gaby Amarantos, Jojo Todynho, Tiago Pantaleão e Lais Bianchessi marcaram presença na estreia da cantora
InícioJustiçaAlegação de doenças e omissão do juízo levam relator a conceder prisão domiciliar para Mizael Bispo

Alegação de doenças e omissão do juízo levam relator a conceder prisão domiciliar para Mizael Bispo

​​Em razão das precárias condições de saúde apontadas pela defesa e da omissão do juízo da execução penal em prestar informações sobre a situação do preso, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Sebastião Reis Júnior concedeu prisão domiciliar para Mizael Bispo de Souza, condenado pela morte de sua ex-namorada Mércia Nakashima, em 2010.

Mizael Bispo ficará sob monitoramento por tornozeleira eletrônica e deverá respeitar as condições a serem impostas pelo juízo da vara de execução penal.

Em junho, ao analisar o pedido de habeas corpus, o ministro relator já havia reconhecido a demora excessiva da 2ª Vara das Execuções Criminais da comarca de Taubaté (SP) para decidir sobre o pedido de prisão domiciliar feito pela defesa, que alegava problemas de saúde e risco de infecção pelo novo coronavírus. Na ocasião, Sebastião Reis Júnior concedeu liminar para que o juízo apreciasse o pedido da defesa no prazo de cinco dias.

Cinco ​​meses

Apontando que a ordem não foi cumprida e que já se passaram cinco meses sem que o seu requerimento fosse analisado em primeiro grau, a defesa insistiu no pedido de prisão domiciliar ao STJ.

Segundo o ministro, o juízo de Taubaté já havia deixado de atender aos pedidos de informações do STJ por duas vezes consecutivas, e “novamente se manteve inerte ao deixar de cumprir a decisão aqui exarada, além de, mais uma vez, não atender à solicitação de informações desta corte” – situação que, na visão do ministro, impõe o reconhecimento do constrangimento ilegal apontado pela defesa.

“Em se tratando de pedido de prisão domiciliar humanitária formulado há quase cinco meses, em favor de apenado que se diz acometido de várias patologias, e que se encontra em unidade prisional com falta de estrutura básica já reconhecida, há que se reconhecer o evidente constrangimento ilegal sofrido pelo ora requerente, a justificar a pronta concessão do benefício pleiteado” – declarou o relator no ato em que determinou a transferência do condenado para a prisão domiciliar com monitoramento eletrônico.

Várias doen​​ças

A defesa mencionou que Mizael Bispo estaria sofrendo de várias doenças, como hipertensão, colesterol alto, arritmia cardíaca, depressão, ansiedade, sinusite e rinite crônicas. Além disso, ainda de acordo com a defesa, o preso foi vítima de uma descarga elétrica de mais de 13 mil volts, que o deixou com imunidade baixa e sem parte dos dedos da mão e do pé direito.

Sebastião Reis Júnior ressaltou que, mesmo após a reiteração do pedido de informações, o juízo responsável pela execução penal não as prestou, sendo imperativo reconhecer o constrangimento ilegal.

“Ressalte-se que o deferimento do benefício nesta oportunidade ampara-se tão somente nos documentos e alegações trazidos pelo impetrante, já que não existem informações do juízo de piso, por omissão, que as confrontem ou neguem”, concluiu.

Leia a decisão.

Seja avisado sobre novas notícias

spot_img

Create a website from scratch

Just drag and drop elements in a page to get started with Newspaper Theme.

Continue Lendo

Bloco Vira Lata arrasta multidão em São Conrado

Com muitos foliões animados o um clima de tranquilidade o bloco levou alegria para cariocas e turistas que desfrutaram das festa tão aguardada após dois anos.

Bloco Mini Seres do Mar anima a criançada em Santa Teresa

Mesmo com o forte calor na Cidade Maravilhosa, pais e filhos puderam brincar e exibir suas fantasias pelo bairro mais charmoso da capital carioca.

Lexa prega o amor livre e reúne 50 mil foliões no Rio de Janeiro

Gaby Amarantos, Jojo Todynho, Tiago Pantaleão e Lais Bianchessi marcaram presença na estreia da cantora

Enjoy exclusive access to all of our content

Get an online subscription and you can unlock any article you come across.