Chegaram ao Uruguai, no final da noite de ontem, 50 mil doses da vacina chinesa CoronaVac, que serão distribuídas entre clubes e seleções pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

As vacinas contra o novo coronavírus (covid-19) foram obtidas pela entidade após um pedido feito pelo presidente uruguaio Luis Lacalle Pou ao laboratório chinês Sinovac Biotech.

¡Histórico! Las vacunas fabricadas por Sinovac Biotech Ltd. están en Sudamérica para ayudarnos a celebrar una CONMEBOL Copa América 2021 Argentina-Colombia segura. #CreeEnGrande pic.twitter.com/77nRsgXx0G

— CONMEBOL.com (@CONMEBOL) April 29, 2021

“A única coisa que fizemos foi colocar a Conmebol em contato com o laboratório”, disse Lacalle na última segunda (26). O embaixador do Uruguai na China, Julio Lugris, foi o responsável pelas negociações.

O objetivo da Conmebol é garantir a realização de competições como Copa América (Argentina e na Colômbia), as Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana.

* Com informações da agência de notícias Reuters

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.
Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Agência Brasil é uma agência pública de notícias da EBC. Informações sobre política, economia, educação, direitos humanos e outros assuntos.