22 C
Rio de Janeiro
8 dezembro, 2021

Líder de protesto cubano denuncia ter recebido ameaças de prisão

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Havana, 12 nov (EFE).- O principal incentivador do protesto em Cuba marcado para a próxima segunda-feira, Yunior García Aguilera, denunciou que a Segurança do Estado ameaou prendê-lo caso insista em realizar uma passeata solitária no domingo para cobrar direitos políticos.

- Publicidade -

Em entrevista à emissora “CNN”, o jovem dramaturgo disse que agentes da agência de inteligência de Cuba o interrogaram e o avisaram de que não seria permitido protestar nesse dia.

- Publicidade -

“Nem sequer da forma como anunciei: sozinho, carregando uma rosa branca ao longo de uma rua central de Havana”, acrescentou o membro da plataforma opositora Arquipélago.

- Advertisement -

García Aguilera anunciou na véspera a intenção de caminhar sozinho “em silêncio” às 15h (hora local) ao longo da Avenida 23, no bairro central de Vedado, até ao emblemático Malecón da capital, como um ato de “responsabilidade”, e não de “heroísmo”.

O jovem, um dos detidos em 11 de julho, quando ocorreram os protestos em massa contra o governo, reiterou nesta sexta-feira que a resposta da segurança do Estado é a confirmação de que o país “vive em uma ditadura”.

Segundo ele, existem cerca de cem cidades no mundo onde os cubanos poderão protestar e defender o direito de manifestação sem colocar ninguém em perigo.

A plataforma opositora pediu para protestar em 15 de novembro e recebeu uma recusa do governo, que a considera a manifestação “ilegal” por promover uma “mudança de regime” em Cuba e acusa os EUA de financiar e organizar a passeata. Diante da resposta da oposição de continuar com a manifestação, o Ministério Público advertiu sobre os processos penais.

A passeata foi convocada em um cenário difícil em Cuba, que atravessa uma grave crise econômica refletida em longas filas de espera para comprar alimentos e produtos básicos, além de uma inflação crescente e apagões.

O governo cubano atribui estes problemas ao embargo financeiro e comercial dos Estados Unidos, que foi endurecido durante o governo do ex-presidente Donald Trump.

Em Cuba, os direitos a greve e manifestação raramente são contemplados fora das instituições estatais e nunca foi autorizado um ato de oposição ao governo. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Redação do Diário Cariocahttps://diariocarioca.com
Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Especialistas temen a la nueva ola de covid-19 en Honduras tras las fiestas navideñas

Tegucigalpa, 8 dic (EFE).- Las fiestas de Navidad podrían dejar un rebrote de la pandemia de covid-19 en Honduras, donde especialistas ven con preocupación...

Hospitales franceses retrasan operaciones ante la quinta ola de covid

París, 8 dic (EFE).- Varias regiones francesas, entre ellas la de París, pusieron en marcha hoy el plan especial que permite liberar espacio para...

Bachelet: Una vacuna no puede administrarse nunca a la fuerza

Ginebra, 8 dic (EFE).- La alta comisionada de la ONU para los Derechos Humanos, Michelle Bachelet, aseguró hoy que "bajo ninguna circunstancia" se puede...

Sao Paulo exigirá el pasaporte sanitario a partir del 15 de diciembre

Sao Paulo, 8 dic (EFE).- Sao Paulo, el estado más poblado de Brasil, solicitó este miércoles al Ministerio de Salud que exija el llamado...

Reino Unido reintroduce restricciones para frenar la expansión de ómicron

Londres, 8 dic (EFE).- El primer ministro británico, Boris Johnson, anunció este miércoles nuevas restricciones al contacto social para evitar la rápida transmisión de...
- Publicidade -

Rio Gastronomia começa com shows de Geraldo Azevedo e Teresa Cristina

Maior evento de gastronomia do Brasil retorna ao Jockey Club Brasileiro nos dias 9 a 12 e 16 a 19 de dezembro.
- Publicidade -