26.1 C
Rio de Janeiro
2 dezembro, 2021

Argentina conclui votação para eleições legislativas

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Buenos Aires, 14 nov (EFE).- Os colégios eleitorais da Argentina fecharam as portas às 18h (locais e de Brasília) deste domingo, após o fim da votação para a renovação da metade das cadeiras da Câmara dos Deputados e de um terço do Senado do país.

- Publicidade -

Cerca de 34,3 milhões de argentinos estavam aptos a eleger 127 deputados – dos 257 que compõem a Câmara -, para um mandato de quatro anos. Além disso, em oito províncias, também seriam escolhidos um total de 24 dos 72 senadores, para os próximos seis anos.

- Publicidade -

Segundo dados divulgados pela Câmara Nacional Eleitoral, até às 17h, 64,5% do eleitorado havia comparecido às urnas.

- Advertisement -

Após o fechamento dos locais de votação, o ministro do Interior da Argentina, Eduardo de Pedro, afirmou a jornalistas que o processo eleitoral “aconteceu com total normalidade” e que a expectativa é que a taxa de comparecimento seja de, ao menos, 71%.

O governo nacional, que é responsável pela apuração provisória, deverá divulgar os primeiros resultados oficiais por volta de 21h.

Com o avanço da vacinação contra a covid-19, a votação de hoje aconteceu com medidas de segurança mais flexíveis, na comparação com as adotadas em setembro passado, nas primárias para o pleito legislativo.

Na Argentina, o voto é obrigatório para todas as pessoas de 18 a 69 anos.

As eleições de hoje foram o primeiro teste do governo presidido por Alberto Fernández, que chegou ao poder no fim de 2019. Os resultados definirão a divisão de forças dentro do Parlamento do país.

Nas primárias, a coalizão de oposição Juntos pela Mudança obteve mais de 40% dos votos em todo o país, enquanto a governista Frende de Todos alcançou pouco mais de 30%.

Caso o resultado se repita, Fernández perderia a maioria no Senado e teria uma bancada menor de apoio entre os deputados, inclusive, podendo ter quantidade inferior do que o bloco Juntos pela Mudança.

Quatro regiões são consideradas cruciais, por serem as mais populosas da Argentina: as províncias de Buenos Aires (37% do eleitorado), de Córdoba (8,69%), Santa Fé (8,06%), além da capital (7,43%).

Cerca de 90 mil agentes das Forças Armadas e outras corporações de segurança atuaram ao longo deste domingo, para garantir proteção às mais de 100 urnas, que foram distribuídas em, pelo menos, 17 mil pontos de votação no país. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Redação do Diário Cariocahttps://diariocarioca.com
Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

La OMS informa de que Sudáfrica y Botsuana acumulan el 62 % de los casos de ómicron en el mundo

Johannesburgo, 2 dic (EFE).- Sudáfrica y Botsuana acumulan el 62 % de los casos de ómicron, la nueva variante del coronavirus, detectados en el...

La EMA evalúa en tiempo real la vacuna de la covid-19 de la francesa Valneva

La Haya, 2 dic (EFE).- La Agencia Europea de Medicamentos (EMA) comenzó este jueves a evaluar en tiempo real los datos emergentes de la...

Rusia vuelve a registrar más de 33.000 casos por covid y no bajan las muertes

Moscú, 2 dic (EFE).- Rusia volvió a registrar hoy más de 33.000 muertes por covid-19 después de solo dos días por debajo de este...

Descubren el posible detonante de los trombos tras la vacuna de AstraZeneca

Londres, 2 dic (EFE).- Un equipo de científicos del Reino Unido y Estados Unidos cree haber descubierto el detonante para el desarrollo de unos...

EE.UU. exigirá a los viajeros un test negativo de 24 horas antes de su vuelo

Washington, 2 dic (EFE).- Estados Unidos exigirá a partir del próximo lunes a todos los viajeros que se trasladen a su territorio que presenten...
- Publicidade -

Agora é lei: O Tablado é patrimônio cultural e imaterial do Rio

 teatro “O Tablado” é patrimônio cultural e imaterial do estado do Rio de Janeiro. É o que declara a Lei n° 9.479/21
- Publicidade -