22 C
Rio de Janeiro
8 dezembro, 2021

Lasso aceita renúncia do chefe do Comando Conjunto das Forças Armadas

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Quito, 14 nov (EFE).- O presidente do Equador, Guillermo Lasso, aceitou a renúncia do chefe do Comando Conjunto das Forças Armadas, Jorge Cabrera, que se demitiu após a crise no sistema penitenciário do país, agravada no sábado passado pelas mortes de 68 reclusos em uma prisão de Guayaquil.

- Publicidade -

Lasso emitiu no domingo um decreto com o qual “aceita a renúncia e agradece ao vice-almirante Jorge Cabrera Espinosa pelos seus diligentes e leais serviços ao país no exercício das suas funções como chefe do Comando Conjunto das Forças Armadas”.

- Publicidade -

O chefe de Estado nomeou o general de divisão Orlando Fabián Fuel Revelo como sucessor de Cabrera. No mesmo decreto, escolheu o general de brigada Luis Enrique Burbano Rivera como comandante-geral da Força Terrestre.

- Advertisement -

Em um segundo decreto, o presidente aceitou a demissão do coronel Fernando Garzón como diretor-geral do Serviço Nacional de Atenção Integral a Adultos Privados da Liberdade e dos Adolescentes Infratores e o agradeceu pelos serviços prestados.

No mesmo documento, a direção-geral do órgão passou a ser ocupada pelo chefe do Centro de Inteligência Estratégica, mas nenhum dos decretos explica as razões das demissões.

As mudanças nas autoridades militares e prisionais ocorrem um dia após o ataque ao Pavilhão 2 da penitenciária, que deixou 68 prisioneiros mortos e 25 feridos.

Segundo o coronel Marco Ortiz, diretor nacional de investigação técnico-científica da polícia, apenas 61 corpos puderam ser recuperados da prisão.

O estado dos corpos é variado, pois alguns foram queimados e mutilados durante os confrontos, razão pela qual só foi possível coletar impressões digitais de 45 dos 61 corpos.

“Os demais cadáveres devem ser submetidos a identificação antropológica e, se necessário, a identificação genética. Isso obviamente leva mais tempo”, acrescentou Ortiz.

A Secretaria dos Direitos Humanos do Equador relatou a identificação, a partir da tarde de domingo, de 41 dos 68 presos mortos no sábado.

O massacre de sábado ocorreu na mesma prisão onde houve um outro massacre em setembro, resultando na morte de 118 reclusos. Após este massacre, Lasso decretou o estado de emergência no sistema penitenciário, uma medida que não conseguiu deter a violência prisional.

As autoridades presumem que os confrontos entre reclusos se devem a disputas territoriais entre grupos supostamente ligados ao tráfico de drogas. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Redação do Diário Cariocahttps://diariocarioca.com
Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Bachelet: Una vacuna no puede administrarse nunca a la fuerza

Ginebra, 8 dic (EFE).- La alta comisionada de la ONU para los Derechos Humanos, Michelle Bachelet, aseguró hoy que "bajo ninguna circunstancia" se puede...

Sao Paulo exigirá el pasaporte sanitario a partir del 15 de diciembre

Sao Paulo, 8 dic (EFE).- Sao Paulo, el estado más poblado de Brasil, solicitó este miércoles al Ministerio de Salud que exija el llamado...

Reino Unido reintroduce restricciones para frenar la expansión de ómicron

Londres, 8 dic (EFE).- El primer ministro británico, Boris Johnson, anunció este miércoles nuevas restricciones al contacto social para evitar la rápida transmisión de...

Centroamérica, excepto Panamá, experimenta una bajada aguda de los contagios de covid-19

Washington, 8 dic (EFE).- Los países de Centroamérica, excepto Panamá, han experimentado "una bajada aguda" de los contagios de covid-19 en la última semana,...

La IATA pide el fin de las restricciones aéreas dictadas por la ómicron

Ginebra, 8 dic (EFE).- La Asociación Internacional del Transporte Aéreo (IATA), que engloba a buena parte de las aerolíneas mundiales, pidió hoy a los...
- Publicidade -

Rio Gastronomia começa com shows de Geraldo Azevedo e Teresa Cristina

Maior evento de gastronomia do Brasil retorna ao Jockey Club Brasileiro nos dias 9 a 12 e 16 a 19 de dezembro.
- Publicidade -