24.2 C
Rio de Janeiro
29 novembro, 2021

“Talvez não estivesse preparado”, diz mentor de protesto fracassado em Cuba

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Havana, 17 nov (EFE).- O dramaturgo Yunior García Aguilera, principal mentor da manifestação de dissidentes marcada para o último dia 15 em Cuba em prol de uma mudança política no país, reconheceu que não aguentou as pressões que sofreu nos dias anteriores ao protesto, que acabou não acontecendo.

García, de 39 anos, chegou de surpresa à Espanha nesta quarta-feira e contou que foi superado “pelas horas sem dormir, o assédio, a falta de comunicação, as ameaças”, em referência à campanha de assédio físico e midiático que sofreu nos dias anteriores à manifestação, quando com grandes grupos de simpatizantes do governo cubano chegaram a cercar sua casa em Havana.

“Talvez eu não estivesse preparado para isso”, disse García Aguilera em uma transmissão pelo Youtube feita em uma residência que lhe foi oferecida por uma organização espanhola e sobre a qual não deu mais detalhes.

O líder opositor garantiu que a decisão de deixar Cuba foi exclusivamente dele e que havia solicitado com antecedência um visto para viajar à Espanha após receber ameaças de prisão por parte das autoridades cubanas.

- Advertisement -

García criticou o governo cubano e seus apoiadores, que reagiram com zombaria às notícias de sua saída do país.

“Eles comemoraram minha partida como uma vitória. O que ganhou foi o terror. Mas quanto tempo esse terror pode vencer?” questionou.

Ele também lembrou que membros do Archipiélago – o coletivo que convocou a manifestação de 15 de novembro -, como Daniela Rojo, ainda estão em Cuba, e que a repressão aos dissidentes persiste, como no caso da curadora de arte Carolina Barrero, que afirma estar sob prisão domiciliar há 200 dias.

Os organizadores da manifestação atribuíram o fracasso da iniciativa à intensa campanha de interrogatórios, ameaças de prisão e atos de repúdio (intimidação coletiva com gritos e ameaças) realizados a mando das autoridades nos dias anteriores. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Agência EFEhttps://www.efe.com/efe/brasil/3
A agência EFE é um serviço de notícias internacional criado em 1939 em Espanha. É uma das maiores agências de notícias do mundo, primeira em idioma espanhol e principal provedor de serviços informativos para os meios de comunicação nos países de língua espanhola

Los ministros de Sanidad del G7 analizan estrategias contra la ómicron

Londres, 29 nov (EFE).- Los ministros de Sanidad del Grupo de los Siete (G7, economías más desarrolladas) se reúnen este lunes, a convocatoria de...

España pide a sus turistas en Marruecos que contacten con sus aerolíneas

Rabat, 29 nov (EFE).- La Embajada de España en Marruecos solicitó a los españoles de viaje en el país magrebí que contacten con sus...

La República Checa confirma su primer caso de infección con variante ómicron

Praga, 29 nov (EFE).- La República Checa confirmó hoy su primer caso de infección con la variante ómicron del coronavirus, detectado en una mujer...

La ómicron deja en el limbo a Yaya Sithole, internacional con Sudáfrica

Lisboa, 29 nov (EFE).- La variante ómicron ha dejado en tierra de nadie al joven futbolista internacional con Sudáfrica Yaya Sithole, centrocampista que milita...

Corea del Sur mantiene las restricciones por el actual ritmo de contagios

Seúl, 29 nov (EFE).- El presidente surcoreano, Moon Jae-in, dijo hoy que el país no activará de momento una relajación de las restricciones sociales...
- Publicidade -

A Culpa é do Cabral recebe MC Carol

A Culpa é do Cabral, mesa redonda de humor consagrada pelo quinteto de comediantes formado por Fabiano Cambota, Nando Viana, Rafael Portugal, Rodrigo Marques e Thiago Ventura recebe MC Carol no próximo episódio inédito.
- Publicidade -