22 C
Rio de Janeiro
8 dezembro, 2021

EUA denunciam que Maduro privou venezuelanos de eleições livres

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Washington, 22 nov (EFE).- Os Estados Unidos denunciaram nesta segunda-feira que o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, voltou a privar a população de participar de um processo eleitoral “justo e livre”.

Antony Blinken. EFE/Arquivo
- Publicidade -

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, declarou em comunicado que durante as regionais deste domingo “o regime alterou o processo para determinar o resultado destas eleições muito antes que as cédulas fossem lançadas”.

- Publicidade -

A esse respeito, o chefe da diplomacia dos EUA citou, entre outros, prisões arbitrárias e assédio a atores políticos e à sociedade civil, criminalização das atividades dos partidos de oposição, veto aos candidatos de todo o espectro político e manipulação do registro de eleitores.

- Advertisement -

Blinken destacou a detenção de mais de 250 pessoas, o que segundo ele aconteceu por motivos políticos. “Foi negado aos venezuelanos seus direitos de expressar livremente suas opiniões e escolher seus próprios líderes”, considerou.

Na visão do secretário de Estado, essas práticas foram realizadas a fim de acabar com o pluralismo político e “assegurar que as eleições não refletissem a vontade do povo venezuelano”. Ele ainda reiterou o apelo dos EUA ao “regime Maduro” para que cesse sua repressão e permita que a população venezuelana em um país “pacífico, estável e democrático”.

“Os EUA apoiam o povo da Venezuela em seu desejo de restaurar pacificamente a democracia através de eleições livres e justas, com pleno respeito às liberdades de expressão e de reunião pacífica”, afirmou.

Por fim, Blinken lembrou que o governo americano apoia as negociações internas na Venezuela e os esforços do líder da oposição Juan Guaidó, a quem os EUA chamam de “presidente interino” do país sul-americano.

“Continuaremos a trabalhar com parceiros venezuelanos e internacionais usando todas as ferramentas diplomáticas e econômicas para pressionar a libertação de todos aqueles injustamente detidos por razões políticas”, destacou.

BOLÍVIA PARABENIZA.

Já o presidente da Bolívia, Luis Arce, parabenizou o governo venezuelano após a vitória do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), de Maduro, nas eleições regionais deste domingo.

“Parabenizamos o povo venezuelano e suas instituições que, mais uma vez, optaram por superar suas diferenças políticas por meios democráticos, nas urnas, banindo todo tipo de interferência estrangeira”, escreveu Arce em sua conta no Twitter.

O PSUV venceu 205 das 322 prefeituras da Venezuela que já têm resultados confirmados com 99,2% das atas transmitidas, informou hoje o Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

“É a vitória da Revolução Bolivariana Venezuela com seu presidente Nicolás Maduro diante do bloqueio criminoso dos Estados Unidos e de seus operadores políticos”, tuitou o presidente boliviano. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -
Agência EFEhttps://www.efe.com/efe/brasil/3
A agência EFE é um serviço de notícias internacional criado em 1939 em Espanha. É uma das maiores agências de notícias do mundo, primeira em idioma espanhol e principal provedor de serviços informativos para os meios de comunicação nos países de língua espanhola

Especialistas temen a la nueva ola de covid-19 en Honduras tras las fiestas navideñas

Tegucigalpa, 8 dic (EFE).- Las fiestas de Navidad podrían dejar un rebrote de la pandemia de covid-19 en Honduras, donde especialistas ven con preocupación...

Hospitales franceses retrasan operaciones ante la quinta ola de covid

París, 8 dic (EFE).- Varias regiones francesas, entre ellas la de París, pusieron en marcha hoy el plan especial que permite liberar espacio para...

Bachelet: Una vacuna no puede administrarse nunca a la fuerza

Ginebra, 8 dic (EFE).- La alta comisionada de la ONU para los Derechos Humanos, Michelle Bachelet, aseguró hoy que "bajo ninguna circunstancia" se puede...

Sao Paulo exigirá el pasaporte sanitario a partir del 15 de diciembre

Sao Paulo, 8 dic (EFE).- Sao Paulo, el estado más poblado de Brasil, solicitó este miércoles al Ministerio de Salud que exija el llamado...

Reino Unido reintroduce restricciones para frenar la expansión de ómicron

Londres, 8 dic (EFE).- El primer ministro británico, Boris Johnson, anunció este miércoles nuevas restricciones al contacto social para evitar la rápida transmisión de...
- Publicidade -

Rio Gastronomia começa com shows de Geraldo Azevedo e Teresa Cristina

Maior evento de gastronomia do Brasil retorna ao Jockey Club Brasileiro nos dias 9 a 12 e 16 a 19 de dezembro.
- Publicidade -