28.2 C
Rio de Janeiro
5 dezembro, 2021

Governo cubano presta homenagem no 5º anivérsario da morte de Fidel Castro

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Havana, 25 nov (EFE).- O governo de Cuba homenageou o ex-presidente Fidel Castro nesta quinta-feira, dia que marca o quinto aniversário da morte do líder da revolução.

- Publicidade -

Vários líderes cubanos e as principais instituições, incluindo a imprensa oficial, recordar nas redes sociais o trabalho e figura de Fidel, com mensagens como “Fidel vive” e “Fidel para sempre”. Esta última se tornou uma das mensagens mais populares no Twitter no início do dia na ilha.

- Publicidade -

O atual presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, publicou várias mensagens, nas quais se referiu ao legado e à marca deixada pelo homem que liderou o país durante quase meio século.

- Advertisement -

“Ontem me perguntaram quando conheci Fidel. E eu respondi: ‘Desde que tenho memória’. Muitos anos depois ele foi meu chefe, mas eu o conhecia e o amava desde criança. Agora tento seguir as suas pegadas. Ele anda comigo”, escreveu.

“No escritório de Fidel no Palácio da Revolução tudo está como ele deixou no seu último dia lá. Tento imaginá-lo no meio das duras batalhas de tantos anos de desafios. Isso me inspira, me move. E eu continuo lutando”, acrescentou.

O mandatário também compartilhou uma citação do ex-presidente Raúl Castro, irmão de Fidel: “Fidel é Fidel, todos o conhecemos bem. Fidel é insubstituível e o povo continuará o seu trabalho quando ele já não estiver fisicamente presente. Mas as suas ideias, que tornaram possível construir o bastião de dignidade e justiça que o nosso país representa, estarão sempre lá”.

O ministro das Relações Exteriores cubano, Bruno Rodríguez, retomou as palavras de Castro no seu perfil no Twitter com uma aparente referência à atual situação política do país.

“A revolução é obra da vontade majoritária absoluta do povo cubano e é virtualmente impossível se opor a ela”.

Rodríguez acrescentou que a sua “lealdade” à revolução cubana é “inabalável”, como “exemplo” e a “dignidade” de Fidel.

O vice-primeiro-ministro e ministro de Economia e Planejamento, Alejandro Gil Fernández, disse que Fidel Castro não precisa ser recordado “nunca será esquecido”.

“Ele está sempre presente, em cada tarefa, em cada desafio, em cada ação, em cada cubano, no povo”, argumentou.

Estão previstos vários eventos em Cuba nesta quinta-feira para celebrar o ex-líder, incluindo a inauguração do Centro Fidel Castro, um centro dirigido pelo Estado para o estudo e divulgação do seu pensamento e obra.

Fidel Castro, nascido em 13 de agosto de 1926 em Biran, morreu em 25 de novembro de 2016, aos 90 anos, depois de governar o país durante quase meio século e se tornar uma das figuras políticas mais controversas do século XX.

A sua morte ocorreu uma década após ter entregue o poder ao irmão Raúl devido a uma grave doença intestinal. Os seus restos mortais jazem no cemitério de Santa Ifigenia, na província de Santiago de Cuba.

Castro liderou a revolução de 1959 que trouxe Cuba para o foco da cena internacional, especialmente durante a Guerra Fria. Durante 47 anos ininterruptos, governou o país com uma versão caribenha do comunismo soviético e teve os Estados Unidos como o principal antagonista. EFE

int/vnm

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -

EE.UU. prevé permitir viajes desde Sudáfrica en “un periodo razonable de tiempo”

Washington, 5 dic (EFE).- El principal epidemiólogo del Gobierno estadounidense, Anthony Fauci, señaló este domingo que espera que EE.UU. revise sus restricciones de viaje...

Cuba registra 88 nuevos casos de covid-19 y dos muertes

La Habana, 5 dic (EFE).- Las autoridades sanitarias cubanas informaron este domingo que en las 24 horas previas se identificaron 88 nuevos casos por...

Portugal, con muertes en máximos de marzo, refuerza a vacunados de Janssen

Lisboa, 5 dic (EFE).- Portugal notificó hoy 23 fallecimientos por covid-19, un nuevo máximo desde el mes de marzo, en una jornada en la...

Unas 8.000 personas se manifiestan en Bruselas contra las medidas anticovid

Bruselas, 5 dic (EFE).- Unas 8.000 personas recorrieron hoy las calles de Bruselas en protesta contra las medidas sanitarias para contener el coronavirus y...

Paulo Guedes diz que subida dos juros deve provocar desaceleração na economia

O ministro da economia, Paulo Guedes, reconheceu que a subida dos juros para combater a inflação vai provocar uma desaceleração na economia
- Publicidade -

Gávea recebe Festival de Humor

Reunindo alguns dos principais nomes do standup comedy nacional em uma só noite, o Festival de Humor 2021 acontece na Gávea, no Teatro Clara Nunes
- Publicidade -