22 C
Rio de Janeiro
8 dezembro, 2021

Rússia nega ligação com “Síndrome de Havana” que afeta diplomatas americanos

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Moscou, 25 nov (EFE).- O governo da Rússia negou qualquer ligação com os misteriosos problemas de saúde que passaram a ser chamados de “Síndrome de Havana” e que afetam diplomatas e espiões dos Estados Unidos, depois de uma manifestação da CIA sobre o assunto.

- Publicidade -

“Rechaçamos profundamente qualquer insinuação, suposição ou declaração sobre a suposta participação da parte russa nesses casos. Não temos nada a ver com isso”, afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em entrevista coletiva diária.

- Publicidade -

De acordo com o jornal americano “The Washington Post”, o diretor da CIA, William J. Burns, advertiu “de forma confidencial” os serviços de inteligência da Rússia, de que enfrentarão as consequências se estiverem por trás da chamada “Síndrome de Havana”.

- Advertisement -

A publicação aponta que a advertência foi dada durante a visita que Burns fez a Moscou no início deste mês.

O diretor da CIA abordou o assunto com a cúpula do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) e do Serviço de Inteligência Exterior do país (SVR).

Burns afirmou, segundo “Post”, que fazer com que funcionários americanos e seus americanos sofram danos cerebrais graves e outros problemas de saúde iria muito além dos limites de comportamento de um “serviço de inteligência profissional”.

“Sobre o conteúdo das conversas de Burns com seus colegas dos serviços especiais, não tenho nada a dizer aqui. Essa informação não é pública”, afirmou Peskov, durante a entrevista coletiva de hoje.

Mais de 200 diplomatas americanos e familiares deles, que estão alocados em diferentes países, estão sofrendo sintomas da chamada “Síndrome de Havana”, segundo veiculou a imprensa dos EUA.

A origem estes casos ainda é desconhecida, no enin

tanto, alguns especialistas consultados por veículos de comunicação americanos apontam que pode existir relação com o uso de energia de radiofrequência.

Além de Cuba, onde foram registradas as primeiras ocorrências, em 2016 e 2017, também houve incidentes similares na China, Áustria, Alemanha e, até mesmo, em Washington. EFE

Assine nossa newsletter

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

- Publicidade -

Centroamérica, excepto Panamá, experimenta una bajada aguda de los contagios de covid-19

Washington, 8 dic (EFE).- Los países de Centroamérica, excepto Panamá, han experimentado "una bajada aguda" de los contagios de covid-19 en la última semana,...

La IATA pide el fin de las restricciones aéreas dictadas por la ómicron

Ginebra, 8 dic (EFE).- La Asociación Internacional del Transporte Aéreo (IATA), que engloba a buena parte de las aerolíneas mundiales, pidió hoy a los...

La covid impide celebrar, por segundo año, el Baile de la Ópera de Viena

Viena, 8 dic (EFE).- El Gobierno austríaco ha decidido cancelar, por segundo año consecutivo, la celebración del Baile de la Ópera de Viena, uno...

Tedros: El mundo puede evitar que la variante ómicron genere otra crisis global

Ginebra, 8 dic (EFE).- El director general de la Organización Mundial de la Salud (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, pidió hoy a los gobiernos que...

Cuba mantiene la tendencia a la disminución de casos diarios de covid-19 y muertes

La Habana, 8 dic (EFE).- Cuba mantuvo este miércoles la tendencia a la disminución de casos diarios de covid-19 y muertes por esa causa...
- Publicidade -

Rio Gastronomia começa com shows de Geraldo Azevedo e Teresa Cristina

Maior evento de gastronomia do Brasil retorna ao Jockey Club Brasileiro nos dias 9 a 12 e 16 a 19 de dezembro.
- Publicidade -