- Publicidade -

No Allianz, Palmeiras e Corinthians abrem final do Brasileiro Feminino

- Publicidade -
Maior clássico do futebol de São Paulo, o Derby Paulistano definirá o campeão brasileiro feminino de 2021. Neste domingo (12), às 21h (horário de Brasília), Palmeiras e Corinthians começam a decidir, no Allianz Parque, o título deste ano da Série A1 (primeira divisão). A partida de volta será domingo que vem (19), às 20h, na Neo Química Arena.

— Brasileirão Feminino Neoenergia (@BRFeminino) September 8, 2021

O duelo opõe os times que fizeram, desde a primeira fase, as melhores campanhas da competição. O Timão é a equipe que mais pontuou (50), venceu (16) e marcou gols (60), além de ser a defesa menos vazada (16). O Verdão é o segundo colocado de todas as estatísticas, com 46 pontos, 14 vitórias, 55 gols a favor e 17 sofridos. O duelo anterior entre os rivais terminou empatado em 1 a 1, no Parque São Jorge, com a lateral Bruna Calderan abrindo o marcador para as Palestrinas e a atacante alvinegra Vic Albuquerque deixando tudo igual.

O embate envolve times com históricos diferentes na modalidade. O Corinthians teve o futebol feminino reativado há seis anos. Desde então, chega pela quinta vez à decisão do Brasileiro, com dois vices (2017 e 2019) e dois títulos (2018 e 2020). Neste período, o Timão também conquistou duas vezes a Libertadores (2017 e 2019) e o Campeonato Paulista (2019 e 2020).

- Advertisement -

A manutenção da base ao longo das campanhas é um dos trunfos do Alvinegro, que tem se mantido competitivo mesmo se perde alguma atleta. Após a Olimpíada de Tóquio (Japão), por exemplo, as atacantes Gabi Nunes e Giovana Crivelari deixaram o clube. Mesmo assim, o Corinthians venceu os quatro jogos que fez pelo mata-mata do Brasileiro com autoridade, marcando 16 gols (média de quatro por partida).

“Nós voltamos muito bem depois da Olimpíada. O Arthur [Elias, técnico] soube treinar bem as meninas no tempo que ficamos fora. O elenco estava com uma alegria grande. Então, quando voltamos e sentimos essa alegria das meninas, isso motivou ainda mais. Sabíamos que tínhamos mais coisas a construir nesse segundo semestre e estamos mostrando isso. Em todos os jogos desde o retorno [do Brasileiro], o Corinthians tem mostrando essa união e coletividade”, destacou a lateral corintiana Tamires, que esteve com a seleção brasileira em Tóquio.

O Palmeiras, que retomou a modalidade em 2019, modificou de forma significativa o elenco após estrear na elite do Brasileiro em 2020, quando chegou à semifinal, sendo eliminado justamente pelo Corinthians (a zagueira Rafaelle e a atacante Bia Zaneratto, emprestadas por clubes chineses, deixaram o Verdão após Tóquio). Entre as caras novas desta temporada estão três jogadoras que, no ano passado, bateram na trave na busca pelo título nacional: a lateral Bruna Calderan, a volante Júlia Bianchi e a meia Duda Santos. O trio foi vice-campeão pelo Avaí/Kindermann, fez parte do pacotão de reforços trazidos no início do ano e tem a chance da “revanche” contra as alvinegras, que as superaram na última decisão.

“As contratações surtiram efeito. A gente realmente chegou aqui e vestiu a camisa, honrando o que é ser Palmeiras. No ano passado, o elenco já era muito bom. Esse ano, acho que está um pouco mais forte e disputado. O entrosamento veio com os treinos, com as brincadeiras no vestiário. Todo mundo se uniu de verdade. Vimos que juntas poderíamos chegar longe. Esse grupo cresceu muito dentro e fora de campo”, enalteceu Duda Santos, em entrevista à Agência Brasil.

“No ano passado, fizemos uma competição muito boa [pelo Avaí/Kindermann], tínhamos um elenco maravilhoso. Acho que o grupo fez com que chegássemos à final. Esse ano, tivemos que conquistar o nosso espaço e mostrar porque merecíamos vestir esta camisa. Será uma final muito boa, dois bons jogos de serem assistidos. Confesso que estou um pouco mais ansiosa para essa final”, completou a meia alviverde.

O Brasileiro Feminino é organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desde 2013. De lá para cá, seis clubes diferentes ficaram com a taça. Com dois títulos, o Corinthians divide o posto de maior campeão com a Ferroviária (2014 e 2019). O Palmeiras busca entrar na lista de vencedores, que ainda tem Centro Olímpico (2013), Rio Preto (2015), Flamengo (2016) e Santos (2017).

- Publicidade -
- Publicidade -

Falando Nisso...

Porno Gratuit Porno Français Adulte XXX Brazzers Porn College Girls Film érotique Hard Porn Inceste Famille Porno Japonais Asiatique Jeunes Filles Porno Latin Brown Femmes Porn Mobile Porn Russe Porn Stars Porno Arabe Turc Porno caché Porno de qualité HD Porno Gratuit Porno Mature de Milf Porno Noir Regarder Porn Relations Lesbiennes Secrétaire de Bureau Porn Sexe en Groupe Sexe Gay Sexe Oral Vidéo Amateur Vidéo Anal