Diário Carioca Google News

Grupo A-2

Em jogo no Zerão, Luciano fez os três da vitória por 3 a 0 do Peixe da Amazônia, que permanece na briga por vaga na próxima fase

No jogo que encerrou a 12ª rodada da Série D do Brasileirão, o Santos-AP recebeu o Sinop-MT no estádio Zerão, em Macapá (AP), e venceu por 3 a 0. Os três gols do confronto realizado nesta terça-feira (17) foram marcados por Luciano, com assistências de Batata. Com o resultado, o Peixe da Amazônia chegou aos 11 pontos e ocupa a sétima posição no Grupo A-2 da competição, com uma partida a menos que os rivais. O Galo tem seis pontos e é o lanterna. Veja como aconteceu o duelo:

+ Confira a tabela completa da Série D!

O jogo

A primeira finalização da partida foi do Sinop aos três minutos, mas não assustou. Aos cinco, no entanto, o Santos-AP foi ao ataque e teve grande chance. Em cobrança de escanteio, Luciano apareceu sozinho na pequena área, mas não conseguiu finalizar como gostaria e o goleiro Mayson fez a defesa em cima da linha. O Peixe da Amazônia seguiu na pressão: aos dez, Mateus Rebé saiu na cara do gol após arrancar em velocidade, tentou tirar do arqueiro e mandou ao lado.

Aos poucos, a equipe mato-grossense igualou as ações, mas os amapaenses chegaram de novo e abriram o placar: aos 34, Batata recebeu na esquerda e cruzou na medida para Luciano, que completou na pequena área e balançou a rede. O time da casa ampliou aos 40, em um lance muito parecido com o anterior: cruzamento de Batata pelo lado esquerdo e toque de Luciano entre a zaga para marcar. O Santos quase fez mais um antes do intervalo, mas Mayson evitou finalização de Fabinho após bobeada da defesa.

Mesmo com a vantagem, o Peixe continuou em cima na etapa final e teve gol anulado aos sete minutos por impedimento. Aos 22, Luciano tentou o hat-trick em chute de fora da área, mas mandou pelo alto. Porém, no lance seguinte, não teve jeito: aos 25, mais um cruzamento certeiro de Batata encontrou o atacante, que encobriu Mayson e correu para o abraço. Matheus Costa buscou o quarto em cobrança de falta aos 33, mas a bola passou por todo mundo e saiu. O time da casa seguiu com o ímpeto e poderia ter feito mais; no entanto, não foi o que aconteceu. No último minuto, Fabinho, do Santos, ainda levou o vermelho por reclamação.

Newsletter

Mais Noticias

leitura-pode-reduzir-a-pena-na-prisao,-mas-ainda-ha-desafios

Leitura pode reduzir a pena na prisão, mas ainda há desafios

Reduzir quatro dias de pena para cada livro lido na prisão já é possível desde 2013, por recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Uma pesquisa divulgada esta semana, mostra, no entanto, que pouca gente consegue ter acesso a esse direito. O estudo mostra que as atividades de leitura nos presídios enfrentam uma série de […]

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo