25.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, novembro 23, 2020
- Publicidade -

À espera de informação do STJ, comissão de impeachment suspende prazo

- Publicidade -

A comissão especial da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) que analisa o processo de impeachment do governador Wilson Witzel decidiu suspender a contagem de prazo, até a vinda de informações do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que embasaram a investigação.

A decisão, proposta pelo relator, Rodrigo Bacellar (SDD), obteve 24 votos, do total de 25 parlamentares integrantes da comissão, com uma ausência. Presidida pelo deputado Chico Machado (PSD), a comissão conta com um representante de cada partido com representação na Casa.

A deliberação foi tomada um dia após a defesa do governador ter ingressado com pedido de suspensão do processo, alegando que há cerceamento do direito de defesa e que o rito na Alerj carece de definição. Segundo os advogados Ana Tereza Basílio e Manoel Peixinho, não estão juntados ao pedido de impeachment documentos que comprovem os fatos descritos na denúncia.

O pedido que pode afastar o governador foi feito pelos deputados Luiz Paulo e Lucinha (ambos do PSDB), que acusam Witzel de crime de responsabilidade. Segundo Luiz Paulo, pesa contra o governador a decisão do ministro do STJ Benedito Gonçalves pedindo buscas e apreensões na Operação Placebo, mostrando que havia fortes indícios de corrupção na área de saúde com a participação de Witzel.

O ofício de citação foi enviado na terça-feira (23) a Witzel, que tem prazo de dez sessões ordinárias para apresentar a defesa. O prazo começaria nesta quarta-feira (24), mas foi suspenso pela decisão da comissão especial. Após essa etapa, a comissão terá mais cinco sessões para apresentar parecer sobre o caso, contadas a partir do recebimento da defesa ou do fim do prazo para apresentação desta.

A Alerj entra em recesso em julho. Com isso, os prazos relacionados ao processo de impeachment de Witzel só começarão a contar após a volta dos trabalhos, se as informações pedidas ao STJ já tiverem chegado à Casa.

O governador Wilson Witzel nega que tenha cometido qualquer tipo de crime ou irregularidade.

- Publicidade -

Veja Também

- Publicidade -

Últimas Notícias

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Comédia Os Canastrões Também Vão Para o Céu estreia no Zoom

Depois de duas temporadas em teatros do Rio de Janeiro, a comédia OS CANASTRÕES TAMBÉM VÃO PARA O CÉU...

Marcela Brandão lança “Sobre Maria”, canção autoral sobre a força da mulher brasileira

Como uma homenagem a "Maria Maria" de Milton Nascimento e Fernando Brant, a canção da artista ressalta a potência e a delicadeza das mulheres que nunca perdem a mania de ter fé

Confort Food: Receita deCoxa e sobrecoxa à moda de mãe

Chef Melchior Neto ensina receita rápida e saborosa

RedeTV! contrata Rodrigo Constantino, após polêmica no caso Mari Ferrer

A RedeTV! anunciou a contratação de Rodrigo Constantino, que foi demitido da Record TV! e da Jovem após se envolver em polêmica no caso Mari Ferrer.

Quiqui, em São Conrado, realiza 2o. Jantar Gastronômico com Ronaldo Canha e convidados

O Quiosque QuiQui, em São Conrado, deu início neste mês de novembro ao projeto Jantares Gastronômicos com Ronaldo Canha e chefs...

Tok&Stok realiza sua Best Friday: Confira as oportunidades

Campanha que traz descontos de até 80%, acontece entre os dias 19 a 30 de novembro nos canais físicos e digitais da marca

Google Trends pode ajudar especialistas a prever novos pontos de foco da COVID-19

Análise de pesquisas na Internet pode ajudar especialistas a prever e responder a pontos de foco da COVID-19
- Publicidade -