21.8 C
Rio de Janeiro
sábado, novembro 21, 2020
- Publicidade -

Covid-19: governo reconhece calamidade pública na Bahia e no Ceará

- Publicidade -

O governo federal reconheceu o estado de calamidade pública na Bahia e no Ceará em razão da pandemia da covid-19. A portaria da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil foi publicada hoje (26) no Diário Oficial da União.

O reconhecimento de situação de emergência ou estado de calamidade pública pelo governo federal reduz a burocracia e facilita, a estados e municípios, o acesso aos recursos da União para ações de socorro. 

Balanço divulgado neste domingo (25) pela Secretaria de Saúde da Bahia mostra que o estado registrou 691 novos casos da covid-19, nas últimas 24 horas. No total, o estado acumula 344.705 casos, desde o início da pandemia. O boletim traz ainda o registro de 22 novas mortes, totalizando 7.475 óbitos no estado.

No Ceará, o boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem (25), aponta 872 novos casos e dois óbitos registrados nas últimas 24 horas no estado. O estado acumula 270.264 casos, e as mortes já chegam a 9.248.

- Publicidade -

Veja Também

- Publicidade -

Últimas Notícias

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Filhos de Gugu falam sobre o pai no Domingo Espetacular

O Domingo Espetacular deste final de semana, dia 22/11, exibe uma reportagem especial em homenagem a Gugu Liberato. Esta...

MC Mirella bombardeia Jake e Mariano, surpreende na avaliação de Biel, Raissa e Stéfani e comenta sinais combinados com ex-peões

O Hora do Faro deste domingo (22/11) recebe a décima e mais recente eliminada de A Fazenda 12, MC Mirella, e dá sequência...

Case “Vivi Guedes”, como embaixadora da Fiat, leva três troféus no Effie Awards Brasil

- Ação da Fiat com a agência Leo Burnett Tailor Made e a Rede Globo foi um dos destaques da premiação

Fazendas milionárias do megatraficante Cabeça Branca vão à leilão

As terras de um dos principais traficantes da América Latina são avaliadas em mais de R$ 9 milhões
- Publicidade -