31.2 C
Rio de Janeiro
- Publicidade -

Tela de Tarsila do Amaral é vendida por R$ 57,5 milhões

- Publicidade -
Diário Carioca Google News

Em apenas 15 minutos e 19 lances, a tela A Caipirinha, de Tarsila do Amaral (1886-1973), foi vendida por R$ 57,5 milhões, um novo recorde para a arte brasileira. Foi o maior valor já pago por uma obra em venda pública no Brasil.

Segundo a Bolsa de Arte de São Paulo, que realizou o leilão, o recorde anterior pertencia ao pintor Alberto da Veiga Guignard (1896-1962), cuja tela, Vaso de Flores, foi arrematada por R$ 5,7 milhões, em 2015.

A Caipirinha foi arrematada por um colecionador brasileiro e deve permanecer no país. A obra fica em exposição na Bolsa de Arte, no centro da capital paulista, até as 19h desta sexta-feira (18).

O quadro, que foi a leilão por decisão judicial, pertencia a um investigado pela Operação Lava Jato, cuja empresa faliu em 2018. Para receber o pagamento de dívidas milionárias dessa empresa, 13 bancos entraram com uma ação na Justiça para sequestro dos bens do empresário. Entre os bens, havia diversas obras de arte, como o quadro de Tarsila.

A Justiça então decidiu leiloar a obra. Todo o dinheiro obtido com a venda, à vista, ficará depositado em juízo até que o recurso da família do empresário seja julgado.

A obra

A Caipirinha foi pintada em 1923, um ano após a Semana de Arte Moderna, em uma viagem que Tarsila fez à França. Em carta enviada à família, ela falou sobre o quadro e até fez um pequeno esboço da pintura. “Quero, na arte, ser a caipirinha de São Bernardo, brincando com bonecas de mato, como no último quadro que estou pintando”, escreveu a artista, na carta à família.

Housi aposta no modelo de moradia por assinatura

Espécie de Netflix imobiliária, a primeira plataforma de moradia por assinatura do mundo tem R$10 bi sob gestão e quer atingir R$30 bi em 2021

Procurando emprego? Setor de tecnologia tem mais de 200 vagas

A NAVA Technology for Business, empresa de tecnologia especialista na oferta de plataformas e serviços, está com 200 vagas abertas

Marketing de influência: como o BBB se transformou num grande aprendizado para as marcas

Associar a imagem de uma marca a uma personalidade, a fim de gerar visibilidade, já era uma prática corriqueira e se popularizou com as celebridades criadas nas redes sociais

Cinemark aposta em conteúdo original e faz parceria com a Huuro

Em março, a Cinemark entra de cabeça no universo da produção de conteúdo através da nova parceria com a Huuro

Regras para autenticação de livros digitais são publicadas

Conselho Federal de Contabilidade (CFC) participou da confecção do documento, enviando sugestões por meio de ofícios

Thathi e Herbert Viana lançam “Não Sei Se Te Contei”

Com frase de Dona Canô na letra, somada à história especial vivida por Thathi com o artista, Herbert Vianna topou fazer seu primeiro feat em 10 anos

No Teatro Laura Alvim, ex-jagunço “Riobaldo” reflete sobre sua vida e seus amores

Estreia no Teatro Laura Alvim de “Riobaldo", monólogo inspirado na obra de João Guimarães Rosa, estrelado por Gilson de Barros

Orla carioca estampa imagens do Rio antigo

Exposição com imagens do IMS faz parte de homenagem da Prefeitura do Rio, Riotur e Orla Rio ao aniversário da cidade