24.7 C
Rio de Janeiro

Livros

A bacanal do Bode

Mario Vargas Llosa começou a ganhar o Nobel em 2000, quando publicou A festa do bode (La fiesta del chivo, Alfaguara/Objetiva, Rio de Janeiro, 2011, 450 páginas)

Roberto Carlos e a música azul

No início dos anos 1970, Roberto Carlos já era uma celebridade internacional, encantando o mundo com a melodia da sua voz, a Música Suave que ecoa na alma dos amantes romântico

Que recursos tecnológicos podem melhorar a produção de nosso livro?

Sem ir mais longe, há muitos autores que primeiro emergiram do mundo on-line e depois desembarcaram na indústria editorial

Dialogar com a ansiedade – Uma vereda para o cuidado

Por que só controlar e lutar contra a ansiedade, se ela pode ser uma aliada saudável e produtiva? O livro propõe uma perspectiva nova para um dos grandes males da atualidade. A proposta é reverter os efeitos negativos com posturas benéficas diante da vida.

Descoberto rio equivalente ao Amazonas a 4 mil metros de profundidade. Isso já foi revelado no romance JAMBU

Em JAMBU, um trabalho também ensaístico, personagens de ficção convivem com pessoas reais, mortas e vivas, como, por exemplo, o filósofo japonês Masaharu Taniguchi

Os homens que não amam as mulheres. A garota marcada para morrer

Neste artigo não vou falar de Dan Brown, mas do sueco Stieg Larsson. Da sua trilogia, Millennium: Os homens que não amavam as mulheres

Projeto promove acesso à leitura no Rio de Janeiro

Caravana da Leitura e do Autor Fluminense terá ações para crianças e mediadores de leituras

O português falado e escrito no Brasil tem alegria, sons, cheiros, sol, mar e democracia que nenhum decreto ortográfico de Lula poderá mudar

O ex-presidente e ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, presidente de honra do PT (Partido dos Trabalhadores), assinou, em 29 de setembro de 2008, na Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, quatro decretos de promulgação do novo Acordo Ortográfico

Hemingway, García Márquez, Rubem Fonseca, Luiz Alfredo Garcia-Roza. Uma janela em Copacabana sob o silêncio da chuva

Dos que já morreram gostaria de ter convivido principalmente com dois: Ernest Hemingway e Gabriel García Márquez. Com Hemingway, provavelmente eu teria morrido de tanto beber

Márcio Souza, maior celebridade literária da Amazônia, está com covid-19 em Manaus. Mad Maria e o cânone amazônico

Márcio Souza é de 1946, oito anos mais velho do que eu. Quando o conheci, em 1976, em Manaus, ele estava com 30 anos.

Danuza Leão: quase tudo

Danuza, como sua irmã, Nara Leão, musa da Bossa Nova, e como Roberto Carlos e Rubem Braga, é capixaba, e, claro, carioca.

Retrospectiva traz audiolivro narrado por Fabio Porchat

Tocalivros Social e Metrô de São Paulo relançam gratuitamente o clássico "O Pequeno Príncipe", obra icônica de Antoine de Saint-Exupéry

Projeto dedica-se ao resgate cultural dos sonetos através da interlocução entre variadas artes

Terceiro título, SonetILUSTRA, terá lançamento na Blooks de Botafogo, no Rio de Janeiro, dia 15/01

O Abrigo de Kulê: uma busca incondicional pela liberdade

Ambientado nos anos 40, romance da escritora brasiliense, Juliana Valentim, aborda temas como amor e solidariedade, ultrapassando as barreiras do tempo

Instituto Invepar doa 1,5 mil livros para comunidades carentes do Rio

Para celebrar o Natal, o Instituto Invepar, indutor das iniciativas de responsabilidade social e sustentabilidade do grupo Invepar que atua nos segmentos de aeroportos,...

7 livros de terror para ler em 2021

Gosta de terror? Então, certamente você vai gostar desta coletânea que une clássicos e títulos mais recentes para que 2021 seja O ano de você se aprofundar na literatura de suspense e terror.
- Publicidade -

Veja Também

- Publicidade -
- Publicidade -