27.7 C
Rio de Janeiro
sábado, novembro 28, 2020
- Publicidade -

Teatro #EmCasaComSesc 21 a 25 outubro

- Publicidade -

A programação de Teatro #EmCasaComSesc está em nova fase, com os atores e as atrizes ocupando os palcos das unidades do Sesc na capital paulista, além das apresentações transmitidas das casas dos artistas. As peças acontecem sem a presença do público, em novo horário, mais cedo, às 21h, a série tem apresentações aos domingos, quartas e sextas no Youtube e no Instagram.

Foto: Felipe Cohen

Na quarta-feira (21/10), diretamente do palco do Sesc Santana, será apresentado “Chernobyl”, da autora francesa Florence Valéro, com direção de Bruno Perillo. O espetáculo fala sobre uma família que vê seu cotidiano devastado por conta de um acidente terrível. O pai, um bombeiro, é obrigado a permanecer em Pripyat, na Ucrânia, para controlar o incêndio na usina nuclear, enquanto a mãe e os filhos gêmeos, Hannah e Michel, de 7 anos, têm que abandonar a cidade sem levar nada, exceto a boneca Antonia – a narradora da história.

A peça, que estreou em 2019, foi indicada ao Prêmio APCA por Melhor Direção e obteve mais 5 indicações ao Prêmio Aplauso Brasil. Com Carolina Haddad, Joana Dória, Manuela Afonso e Nicole Cordery. Classificação indicativa: 14 anos.

Já na sexta-feira (23/10), o palco do Sesc Ipiranga recebe “Las Orientales”, com as atrizes Paula Cohen, responsável pela dramaturgia do espetáculo, e Natalia Mallo, que faz a direção musical.

O espetáculo poético-performático fala da vida e da obra de três poetas uruguaias – Delmira Agustini (1886-1914), Idea Vilariño (1920-2009) e Marosa Di Giorgio (1932-2004) -, mulheres que criaram mundos particulares e deixaram suas marcas nas narrativas femininas da América Latina. A obra estabelece um diálogo entre culturas e linguagens, transpassando os limites do teatro, poesia, literatura e da música.

Como fio condutor da montagem, acontecimentos das vidas e a percepção histórica das obras das três autoras, tendo como pano de fundo o contexto histórico e político do Uruguai e da América Latina. Desta maneira, o trabalho também traça a jornada da voz feminina nas artes do século XX até a atualidade, por meio de três vozes diversas em suas inquietações e estéticas. Iluminação de Ana Kutner. Classificação: 14 anos.

Por fim, encerrando a semana, no domingo (25/10), a atriz Eliane Costa apresenta, diretamente de sua casa, no Rio de Janeiro, “Cuidado! Animais Na Pista”, com direção de Rubens Camelo. Inspirada no livro “Sono”, do escritor japonês Haruki Murakami, a peça fala sobre uma mulher que deixa de dormir sem nenhuma explicação aparente. A insônia parece ser seu estado de vigília e ninguém à sua volta percebe nada. Transformações internas e externas vão acontecendo aos poucos, até ela se transformar em um animal estranho que passa, entre outras coisas, a se alimentar de seres impensáveis, a ver bichos pela casa e a mastigar palavras, sem saber o que é realidade e o que é delírio. A montagem, estreia de Eliane como dramaturga, é um grito feminino de empoderamento, recheado de humor, suspense e poesia. Classificação: 14 anos.

- Publicidade -

Veja Também

- Publicidade -

Últimas Notícias

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

- Publicidade -