Diário Carioca Google News

O ex-assessor do então deputado estadual, atual senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, estaria negociando um acordo de delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro, segundo reportagem que foi ao ar nesta sexta-feira (26) pelo canal de notícias CNN Brasil

Queiroz estaria preocupado com a segurança de sua família, segundo a reportagem, em especial sua mulher, Márcia Aguiar de Oliveira, e suas filhas Evelyn Mello e Nathalia Mello.

Outro interesse de Queiroz seria conseguir cumprir uma eventual pena em prisão domiciliar. 

No entanto, a matéria da CNN Brasil afirma que um acordo só seria firmado caso os promotores se convençam de que Queiroz tenha novas informações, relevantes para o caso. 

::Entenda o caso Queiroz e as denúncias dos crimes que envolvem a família Bolsonaro::

Queiroz é investigado em relação ao caso das “rachadinha”, quando o parlamentar Bolsonaro teria ficado com parte dos salários dos funcionários de seu gabinete .

A prática teria acontecido no período entre abril de 2007 a dezembro de 2018, resultando em um repasse de mais de R$ 2 milhões ao então deputado, segundo investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ). No inquérito, Flávio é acusado de organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato (desvio de dinheiro público). 

Edição: Rodrigo Durão Coelho

Newsletter

Redação do Diário Carioca

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo