19.3 C
Los Angeles
quarta-feira, outubro 5, 2022

PSDB desautoriza apoio de Garcia a Bolsonaro, e secretários ameaçam debandada

Ao menos quatro secretários do governo de São Paulo podem pedir demissão nesta quarta-feira, 4, em razão do apoio do governador Rodrigo Garcia (PSDB) ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Vasco vira nos acréscimos sobre o Operário e segue firme no G-4 da Série B

O resultado encerra uma sequência de oito derrotas seguidas do Vasco como visitante. A última vitória havia sido em 16 de julho, quando fez 3 a 1 no Sampaio Corrêa, em São Luís (MA)

Idosa de SP cai em golpe de ‘namoro’ com Johnny Depp e tenta reaver R$ 208 mil

A idosa conta no processo que começou a conversar no Instagram com um perfil falso do ator e se "envolveu amorosamente" com o golpista.
InícioRio de JaneiroCiclovia Tim Maia no Rio ganhará novas grades de proteção, Após furto de barras de metal

Ciclovia Tim Maia no Rio ganhará novas grades de proteção, Após furto de barras de metal

A prefeitura do Rio de Janeiro informou que dará início amanhã (3) à instalação de guarda-corpos provisórios na Ciclovia Tim Maia, que liga o Leblon, na zona sul da cidade, até a Barra da Tijuca, na zona oeste.

A medida será tomada após barras de metal que compunham a estrutura original terem sido arrancadas e furtadas. Há trechos onde não há nenhuma proteção, deixando expostos os ciclistas que se aventuram pelo local.

Os guarda-corpos provisórios estão sendo produzidos com ferro galvanizado. A Secretaria Municipal de Conservação informou em nota que, enquanto ocorre a instalação, também será feita tomada de preço para a aquisição da estrutura definitiva, que é de alumínio. “Como o material foi furtado em vários momentos, a metragem precisou ser recalculada. Além disso, por ser um item especial de fabricação específica, haverá a necessidade de aguardar a finalização da produção para instalação”, disse o órgão.

O valor do prejuízo não foi informado. Para prevenir e combater novos furtos, a secretaria disse que a ciclovia passará a ser monitorada por câmeras. Os equipamentos serão instaladas em parceria com o Centro de Operações da prefeitura do Rio.

Trecho interditado

Em 2016, durante uma ressaca do mar, parte da estrutura da Ciclovia Tim Maia foi atingida por ondas e desabou. Duas pessoas morreram. Desde então, um trecho encontra-se interditado e sem previsão de reabertura. Obras foram realizadas no local, mas um relatório do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apontou que elas não foram ainda suficientes e que há riscos de novos desabamentos.

Dezesseis réus respondem por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Entre eles, estão profissionais do consórcio Concremat-Concrejato, responsável pela construção da ciclovia, e da Geo-Rio, empresa pública vinculada à Secretaria Municipal de Obras. A primeira audiência do processo ocorreu em outubro.

Notícias recomendadas

Leia sobre outros assuntos:

Notícias mais lidas