21.9 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, novembro 20, 2020
- Publicidade -

Falsas Médicas do Complexo do Alemão cobraram R$ 15 mil para injetar metracril em modelo gaúcha

De acordo com a Polícia Civil, Irys Cabral Pierrout e Renata Pena faziam as aplicações num apartamento que funcionava como clínica clandestina

- Publicidade -

Policiais Civis da Delegacia do Consumidor (DECON) prenderam em flagrante duas falsas médicas em uma clínica clandestina no Complexo do Alemão, na manhã desta segunda-feira (19/10). Elas faziam parte de uma quadrilha que aplicava metacril, substância usada em procedimentos estéticos, para fazer preenchimento em partes do corpo e do rosto.

De acordo com a Polícia Civil, Irys Cabral Pierrout e Renata Pena faziam as aplicações num apartamento que funcionava como clínica clandestina

Uma delas era responsável por anunciar o suposto tratamento estético na internet e a outra fazia a aplicação do material. Ambas se passavam por médicas e tinham milhares de seguidores nas redes sociais, por meio das quais conseguiam angariar clientes de diversos estados do Brasil e do exterior.

Irys Cabral já havia sido presa antes pelo mesmo motivo
Irys Cabral já havia sido presa antes pelo mesmo motivo

No momento da prisão, as autoras tinham acabado de realizar um procedimento. A vítima desembolsou a quantia de R$ 15 mil por tratamento nos glúteos, procedimento que só pode ser realizado por médico habilitado e em clínicas adequadas. No apartamento onde funcionava a clínica, não havia condição de salubridade.

Polícia Civil prende falsas médicas em clínica clandestina no Complexo do Alemão
Polícia Civil prende falsas médicas em clínica clandestina no Complexo do Alemão

Elas foram autuadas por estelionato, exercício ilegal da profissão e falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais. As duas respondem pro crime da mesma natureza, praticado em 2017. Além das prisões, foram apreendidos medicamentos, utensílios e equipamentos médicos.

- Publicidade -

Veja Também

Novas regras autorizativas são sancionadas no Rio de Janeiro

Entre as medidas está a Lei 9.100/20, que autoriza o Governo a criar um banco de dados público com informações relativas aos condenados por violência doméstica e familiar contra a mulher, nos moldes da Lei Maria da Penha (Lei Federal 11.340/06)
- Publicidade -

Últimas Notícias

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Nimo TV registra crescimento de 80% na transmissão de torneios

Plataforma investe em campeonatos de diferentes games e deve fechar o ano de 2020 com mais de 200 competições exibidas ao vivo

Novas regras autorizativas são sancionadas no Rio de Janeiro

Entre as medidas está a Lei 9.100/20, que autoriza o Governo a criar um banco de dados público com informações relativas aos condenados por violência doméstica e familiar contra a mulher, nos moldes da Lei Maria da Penha (Lei Federal 11.340/06)

Horóscopo do dia 20 de novembro de 2020

Confira a previsão do horóscopo do dia 20 de novembro de 2020 e fique por dentro de tudo o que o seu signo lhe reserva para o amor, dinheiro e saúde.

Alerj obriga hospitais e maternidades a divulgarem Lei das Doulas

O texto seguirá para o governador em exercício, Cláudio Castro, que terá até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

Alerj regulamenta cancelamento presencial e virtual de contratos de produtos ou serviços

Os consumidores poderão efetuar o cancelamento de contratos de fornecimento de produtos ou serviços nas lojas físicas ou por...

Smithsonian Channel produz série sobre os vikings em formato inovador

O Smithsonian Channel aprovou a produção de uma série que promete abordar a cultura viking de forma inovadora. O...

Homem negro morre após ser espancado na unidade do Carrefour em Porto Alegre

Um homem negro foi espancado e morreu em decorrência das...
- Publicidade -