21.6 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, novembro 20, 2020
- Publicidade -

Cadu Barcellos, cineasta cria da Maré, é morto no Centro do Rio

- Publicidade -
- Publicidade -
Cineasta deixa esposa e filho – Foto: Reprodução/ Redes sociais

O codiretor do filme “5X favela – agora por nós mesmos”, Cadu Barcellos, 34 anos, foi morto a facadas na madrugada da última terça-feira, 10. O ataque aconteceu próximo ao metrô na esquina da Avenida Presidente Vargas com a Rua Uruguaiana, no Centro do Rio. Cadu foi encontrado caído no chão, poucos metros depois de onde foi atacado, por policiais do Batalhão da Praça da Harmonia. Ele deixa esposa e um filho de 2 anos.

O cineasta havia saído da Pedra do Sal em um carro de aplicativo e desembarcou no Centro, logo em seguida foi surpreendido. O amigo de Cadu, William Oliveira, disse à TV Globo que ele “foi assassinado possivelmente por conta de um celular, um RioCard e um punhado de reais”. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Carreira

Cadu Barcellos era morador do Complexo da Maré, lugar onde desde os 17 anos, promovia cursos de internet e audiovisual. Formado na Escola Popular de Comunicação Crítica (Espocc), do Observatório de Favelas e na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, Cadu dirigiu o curta “Feira da Teixeira”, produzido pelo Observatório de Favelas, e o programa “Crônicas da Cidade”, exibido no Canal Futura.

O cineasta também foi diretor e argumentista do episódio “Deixa voar”, que compõe o longa “5X favela – agora por nós mesmos”, diretor e roteirista da série “Mais x favela”, do canal Multishow e um dos diretores e roteiristas do documentário “5x Pacificação”. Cadu trabalhava atualmente como diretor artístico do grupo de pagode “No Lance” e era assistente de direção no Porta dos Fundos, no programa “Greg News”, no canal HBO.

Fora do campo do audiovisual, Cadu participou do grupo Corpo de Dança da Maré, onde atuou e dançou por três anos em espetáculos que rodaram o país. Foi coordenador do projeto “Jpeg”, da ONG Promundo, no qual liderava um grupo de jovens que promovia ações ligadas à saúde e à equidade de gênero.

Repercussão nas redes sociais

[QUE PERDA INESTIMÁVEL] ?

Cadu Barcellos foi meu professor na Escola Popular de Comunicação Crítica. Uma das primeiras referências que tive de uma pessoas jovem e de favela. Carismático, empreendedor e inspirador, me ajudou muito nessa vida. Estou sem chão, irmão!

???? pic.twitter.com/VIpNpne4jB

— ? CaduBarcellos ??| Santiago, Raull. (@raullsantiago) November 11, 2020

A violência na cidade do RJ é tão traiçoeira como um vírus. Direta ou indiretamente ela vai te encontrar.

A Nação perdeu um dos seus mais apaixonados torcedores, a favela da Maré perdeu um dos seus filhos mais talentosos e nós perdemos um grande amigo: @CaduBarcellos pic.twitter.com/Nus3RnmTSd

— Fábio Justino (@fabiojusttino) November 11, 2020

Hoje nós do Maré Vive estamos de LUTO, mesmo que o amanhã ainda seja de Luta.

Perdemos um amigo para essa violência diária, cria da Favela que esteve conosco tantas vezes. Existe um projeto de Estado que continuará tirando vidas, seja direta ou indiretamente.

>>> pic.twitter.com/NwXZqnmt5W

— Maré Vive (@MareVive) November 11, 2020

- Publicidade -

Veja Também

Últimas Notícias

- Publicidade -

Boletim Carioca

Assine nossa Newsletter e receba as últimas notícias e ofertas de nossos parceiros em seu email

Alerj obriga hospitais e maternidades a divulgarem Lei das Doulas

O texto seguirá para o governador em exercício, Cláudio Castro, que terá até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

Alerj regulamenta cancelamento presencial e virtual de contratos de produtos ou serviços

Os consumidores poderão efetuar o cancelamento de contratos de fornecimento de produtos ou serviços nas lojas físicas ou por...

Smithsonian Channel produz série sobre os vikings em formato inovador

O Smithsonian Channel aprovou a produção de uma série que promete abordar a cultura viking de forma inovadora. O...

Homem negro morre após ser espancado na unidade do Carrefour em Porto Alegre

Um homem negro foi espancado e morreu em decorrência das...

No Curta!, documentário mostra arte e a técnica do icônico arquiteto brasileiro Vilanova Artigas

Considerado um dos maiores arquitetos brasileiros do século XX, o curitibano João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), mais conhecido como Vilanova...

Em 72 anos, SP elegeu apenas seis vereadoras negras; quatro delas em 2020

Em sua 18 º Legislatura, a Câmara Municipal de São Paulo terá...

Veja alguns spoilers da série de Samuel L. Jackson para o National Geographic

O National Geographic estreia na sexta-feira, dia 20 de novembro, às 21h, a série Escravidão: Uma História de Injustiça, que traz o renomado...
- Publicidade -