Diário Carioca Google News

O Rio Imagem, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), oferece durante todo o mês de outubro o exame de mamografia para todas as mulheres do estado do Rio na faixa etária de 50 a 69 anos. A iniciativa tem o objetivo de alertá-las sobre os riscos do câncer de mama, que é lembrado pela campanha Outubro Rosa.

 

 

As mulheres interessadas em fazer o exame devem comparecer à unidade de saúde de segunda a sábado, das 8h às 17h, com um encaminhamento médico proveniente de hospital público (SUS). Não há a necessidade de agendamento.

 

 

O exame da mamografia permite identificar melhor as lesões mamárias em mulheres após a menopausa. Antes desse período, as mamas são mais densas e a sensibilidade da mamografia é reduzida, gerando maior número de resultados falsos-negativos (resultado negativo para câncer em pacientes com câncer) e também de falsos-positivos (resultado positivo para câncer em pacientes sem câncer), o que gera exposição desnecessária à radiação, além da necessidade de realização de mais exames.

 

 

O diretor do Rio Imagem, Roger Ancillotti, afirma que a prevenção do câncer de mama, muitas vezes, não é acessível para todas as mulheres no Brasil. Mas, para tentar mudar um pouco dessa realidade no estado do Rio, a unidade oferece o exame da mamografia neste mês de outubro.

 

 

– A mama tem um significado muito grande para a mulher, especialmente pela amamentação e pela feminilidade. Diante disso e do fato de o câncer de mama ser o que mais mata mulheres no Brasil, o Rio Imagem, por meio da SES, resolveu realizar essa iniciativa no mês que é conhecido como Outubro Rosa, para prevenir justamente essa doença – afirmou Ancillotti.

 

 

Ainda segundo Roger, existe a possibilidade de a iniciativa ser ampliada até o dia 15 de novembro, para que o máximo de mulheres sejam atendidas na unidade.

 

 

– É importante frisar que a iniciativa vai além da mamografia. Caso o exame detecte algo que necessite de investigação nas mamas das pacientes, o Rio Imagem automaticamente irá indicar uma ultrassonografia, ou biópsia, ou uma histopatologia (estudo de tecidos corporais doentes retirados de uma biópsia ou amostra cirúrgica) para que o que foi indicado no exame seja investigado – completou Ancillotti.

 

 

Atualmente não se recomenda o autoexame das mamas como técnica a ser ensinada às mulheres para rastreamento do câncer de mama. De acordo com Roger, grandes estudos sobre o tema demonstraram baixa efetividade e possíveis danos associados a essa prática. Entretanto, a postura atenta das mulheres no conhecimento do seu corpo e no reconhecimento de alterações suspeitas para procura de um serviço de saúde o mais cedo possível – estratégia de conscientização – permanece sendo importante para o diagnóstico precoce do câncer de mama.

 

 

A mulher deve ser estimulada a conhecer o que é normal em suas mamas e a perceber alterações suspeitas de câncer, por meio da observação e palpação ocasionais de suas mamas, em situações do cotidiano, sem periodicidade e técnica padronizadas como acontecia com o método de autoexame.

 

 

O Rio Imagem fica na Av. Presidente Vargas 1.733, Centro, Rio de Janeiro.

 

 

 

 

 

 

Data: Até dia 31/10/2019

Newsletter

Mais Noticias

formula-e:-lucas-di-grassi-vence-primeira-de-duas-etapas no-mexico

Fórmula E: Lucas di Grassi vence primeira de duas etapas no México

O brasileiro Lucas di Grassi venceu a primeira das duas etapas da temporada 2021 da Fórmula E na cidade de Puebla (México). Neste sábado (19), o piloto cruzou a linha de chegada em segundo, atrás de Pascal Wehrlein, mas foi beneficiado por uma infração técnica cometida pela Porsche, escuderia do rival alemão, herdando a primeira colocação. A segunda das provas em Puebla […]

Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *