- Publicidade -

Viajar aos Estados Unidos agora é possível?

- Publicidade -

Diário Carioca Google News

Com o boom da vacinação nos EUA, cujo governo chegou a aplicar mais de 4 milhões de doses ao dia em sua população, cresce o interesse dos brasileiros em viajar aos Estados Unidos agora. Além do desejo de retomar os planos interrompidos de visitar o país a negócios ou turismo, muitos ainda se animam com a possibilidade de tomar uma vacina de dose única — franqueada aos estrangeiros a partir de uma faixa etária bem mais baixa do que a praticada por aqui.

No entanto, ainda está restrita a entrada de pessoas que embarcam do Brasil rumo aos EUA por motivos não-essenciais ou que não façam parte das listas de exceções voltadas a residentes e seus familiares com Green Card, estudantes e certos profissionais em serviço.

É claro que há opções para quem pretende fazer essa viagem, especialmente se a pessoa já tiver um visto válido. Afinal, as entrevistas nas embaixadas e consulados norte-americanos para obter vistos de não-imigrante (B1/B2) continuam suspensas. 

A seguir, vamos explicar em quais situações é possível viajar aos Estados Unidos agora e como preencher o ESTA EUA passo-a-passo para quem tem direito a essa autorização de viagem.

Como viajar aos Estados Unidos agora com passaporte brasileiro

As restrições a cidadãos brasileiros que desejam entrar agora nos Estados Unidos têm mais a ver com o país de embarque do que a nacionalidade. As etapas que devem ser cumpridas por quem possui um visto válido são as seguintes:

  1. Viajar primeiro para outro país que não proíba a entrada de pessoas provenientes do Brasil e não esteja na lista de restrições dos EUA, como o México, por exemplo
  2. Passar ao menos 2 semanas no país escolhido para esse período de espera
  3. Providenciar os testes de Covid dentro do prazo necessário, verificando eventuais atualizações nos requisitos para embarque para os Estados Unidos

Essa estratégia vem funcionando para muitos viajantes, apesar de tornar os custos bem mais altos do que seriam se não estivéssemos em pandemia. Entretanto, além dos riscos de contrair ou transmitir a doença nos deslocamentos, um teste com resultado positivo para Covid durante esse processo pode tornar necessário desistir dos planos no meio da viagem.

Quem pode viajar para os EUA com um ESTA e como obtê-lo

Os cidadãos brasileiros que possuem dupla cidadania em determinados países podem viajar para os Estados Unidos com um ESTA EUA válido ou tirar um ESTA pela internet.

ESTA significa Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem, versão em português para Electronic System for Travel Authorization. Tal sistema é usado pelo governo dos Estados Unidos para simplificar o controle da entrada de estrangeiros no país. Através dele, pode ser emitida uma autorização eletrônica de viagem em, no máximo, 5 dias úteis.

Um dos principais requisitos para ter direito ao ESTA é a cidadania em um dos países desta lista:

  • Andorra
  • Alemanha
  • Austrália
  • Áustria
  • Bélgica
  • Brunei
  • Chile
  • Coréia do Sul
  • Dinamarca
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha
  • Estônia
  • Finlândia
  • França
  • Grécia
  • Holanda
  • Hungria
  • Islândia
  • Irlanda
  • Itália
  • Japão
  • Letônia
  • Liechtenstein
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Mônaco
  • Nova Zelândia
  • Noruega
  • Polônia
  • Portugal
  • Reino Unido
  • República Checa
  • San Marino
  • Singapura
  • Suécia
  • Suíça
  • Taiwan

O Brasil ainda não faz parte do programa de isenção de visto para os Estados Unidos. Porém, se o viajante também é portador de um passaporte de algum dos 39 países acima, é viável viajar para os EUA com um ESTA, seguindo a mesma estratégia apresentada no início deste artigo.

O que é necessário para tirar o ESTA

Além de ter cidadania em um dos países que participam do programa de isenção de visto para os EUA, é necessário preencher um formulário online e pagar uma taxa para solicitar o ESTA. 

Os dados fornecidos serão usados no controle informatizado das entradas com finalidade de turismo, negócios ou trânsito no país, por questões de segurança e combate à imigração ilegal. 

Com a solicitação aprovada, a permissão para ingressar nos Estados Unidos fica vinculada eletronicamente ao passaporte registrado pelo viajante e permanece válida por 2 anos. Esse é um prazo bem menor do que o dos vistos do tipo B1 e B2, que são os mais usados pelos brasileiros que viajam aos EUA e valem por até 10 anos. Contudo, a autorização eletrônica do ESTA concede isenção de visto para permanências de até 90 dias consecutivos em solo estadunidense, contados a partir da data de emissão.

Em resumo, a possibilidade de viajar aos Estados Unidos agora a negócios, lazer ou “turismo de vacina” vai depender basicamente de um visto ou ESTA EUA e da disponibilidade de tempo, dinheiro e saúde ao adotar a estratégia necessária para isso.

Assine nosso Boletim e ique bem informado com as principais notícias do Mundo

Redação do Diário Cariocahttps://diariocarioca.com
Equipe de jornalistas e colaboradores do jornal Diário Carioca. Profissionais de comunicação que trazem as informações mais importantes do Brasil e do Mundo
- Publicidade -
- Publicidade -

Explore

Leia Também

Mais Notícias

Porno Gratuit Porno Français Adulte XXX Brazzers Porn College Girls Film érotique Hard Porn Inceste Famille Porno Japonais Asiatique Jeunes Filles Porno Latin Brown Femmes Porn Mobile Porn Russe Porn Stars Porno Arabe Turc Porno caché Porno de qualité HD Porno Gratuit Porno Mature de Milf Porno Noir Regarder Porn Relations Lesbiennes Secrétaire de Bureau Porn Sexe en Groupe Sexe Gay Sexe Oral Vidéo Amateur Vidéo Anal